Alunos de escola que teve cratera aberta no chão estão sem conseguir assistir aulas por falta de transporte em Mato Grosso

A Seduc diz que o estado é responsável pelo transporte dos alunos que moram na zona rural. Já os que moram na cidade devem ser levados e trazidos com recursos da prefeitura.

Por Kethlyn Moraes, TV Centro América


 Cratera se abriu em prédio de escola em Cáceres — Foto: Defesa Civil de Cáceres-MT

Cratera se abriu em prédio de escola em Cáceres — Foto: Defesa Civil de Cáceres-MT

Alunos da Escola Estadual Onze de Março, em Cáceres, a 220 km de Cuiabá, não estão conseguindo assistir aulas depois que foram transferidos para outro prédio após uma cratera ser aberta em abril deste ano no antigo local onde funcionava a unidade escolar.

O buraco foi aberto em 11 de abril e colocou em risco a segurança dos 930 alunos e funcionários da escola.

Conforme a Secretaria Estadual de Educação (Seduc), a escola esteve sem aulas num período correspondente a 45 dias letivos, sendo 42 por conta da greve dos profissionais da educação.

Ainda de acordo com a Seduc, desde que houve a interdição no prédio, a escola está funcionando em um prédio pertencente a uma faculdade particular da cidade. Portanto, as aulas estão funcionando normalmente.

Na ocasião da mudança de prédio, a Prefeitura de Cáceres se prontificou a fazer o transporte escolar levando os estudantes até o novo prédio.

O prefeito de Cáceres, Francis Maris, afirmou que tem uma reunião agendada com o governador Mauro Mendes (DEM) para esta sexta-feira (16), quando pretende tratar do assunto. Segundo ele, o município não tem condições financeiras de bancar o transporte dos alunos.

O pai de um dos alunos, Sérgio Ortiz, explica que o novo prédio fica a cerca de 4 km do antigo local e que, para chegar à escola, os alunos agora precisam atravessar a BR-070. Antes, quando os alunos tinham aula no prédio onde a cratera foi aberta, segundo Sérgio, a maioria ia de bicicleta para a unidade escolar. Agora, no entanto, precisam de um ônibus.

Já a Seduc diz que o estado é responsável pelo transporte dos alunos que moram na zona rural. Já os que moram na cidade devem ser levados e trazidos com recursos da prefeitura.

O estado informou também que o projeto de reforma do prédio da Escola Estadual 11 de Março está sendo analisado e, após essa etapa, será realizada a licitação. Assim que a execução estiver conclusa, os alunos retornarão à escola.


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*