Boletins de ocorrência passam a constar vínculo entre vítima e suspeito em MT

Medida tomada na semana passada deve ajudar na elucidação de feminicídios e crimes em geral e era uma demanda feita pela Câmara Temática de Defesa da Mulher.

Campo que especifica o vínculo entre a vítima e o suspeito agora consta nos boletins de ocorrência (Foto: Polícia Civil de MT/Divulgação)

Campo que especifica o vínculo entre a vítima e o suspeito agora consta nos boletins de ocorrência (Foto: Polícia Civil de MT/Divulgação)

Os boletins de ocorrência registrados em Mato Grosso contam com um novo campo onde deverá constar qual o vínculo de relacionamento entre a vítima e o suspeito. A inclusão foi feita na semana passada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) no Sistema de Registro de Ocorrências Policiais (SROP), utilizado por policiais militares e civis.

Segundo a Sesp, a demanda foi feita pela Câmara Temática de Defesa da Mulher, que conta com representantes de diversos órgãos de defesa dos direitos da mulher, desde novembro de 2017.

Segundo a delegada Jozirlethe Criveletto, titular da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) de Cuiabá, a medida irá ajudar na elucidação dos crimes de feminicídio, especialmente com relação à violência doméstica e familiar.

Conforme a delegada, com a mudança será possível determinar o número exato de vítimas de crimes patrimoniais, crimes sexuais, e crimes contra a vida praticados apenas no âmbito da violência doméstica.

A preocupação se justifica pelos dados da Coordenadoria de Análise e Estatística Criminal (CEAC) da Sesp, que apontam 38 vítimas de homicídio doloso entre janeiro e maio de 2018 em todo o estado.

A medida também deve auxiliar na investigação de crimes em geral, segundo o titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), André Renato Gonçalves, pois o vínculo entre a vítima e o suspeito, em muitos casos, pode direcionar e até elucidar o caso.


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*