Bolsonaro e Mauro Mendes devem se encontrar após polêmica sobre ICMS

INAUGURAÇÃO DA BR-163

Estão previstas as participações do presidente da República e do governador de Mato Grosso em evento nesta sexta-feira

Encontro pode reaproximar governador e presidente

Um novo encontro entre o presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) e o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), pode acontecer ainda nessa semana, na próxima sexta-feira (14). Os dois têm agenda prevista na entrega dos últimos quilômetros de pavimentação da BR-163, na divisa de Mato Grosso com o estado do Pará. São mil quilômetros de rodovia federal entre Sinop (MT) até Mirituba (PA).

A presença de Bolsonaro foi anunciada pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, por meio das redes sociais. O senador por Mato Grosso, Wellington Fagundes (PL) reafirmou a participação.

O evento está previsto na agenda de Mauro, de acordo com a assessoria de imprensa.

Caso o encontro realmente aconteça, o assunto impostos sobre combustíveis não deve ficar de fora. Isso porque, na semana passada houve um confronto de ideias sobre o tema. Bolsonaro sugeriu a todos os governadores que zerassem a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos combustíveis que o governo federal deixaria de dobrar o Programa de Integração Social (PIS) e Programa de Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins).

Mauro reagiu imediatamente, afirmando que Bolsonaro estava propondo cortar o “dedinho” enquanto os governadores cortavam uma “perna”. O governador de Mato Grosso afirmou que o ICMS do combustível representa 25% da arrecadação do Estado, enquanto o PIS e Cofins representam apenas 2% do orçamento federal.

No dia seguinte, Bolsonaro publicou nas redes sociais um trecho do Livro de João, versículo 8:32, provocando novamente os governadores:

“- Um pouco mais sobre o preço da gasolina.

– A matemática sobre o ICMS é semelhante em todo o Brasil.

– João 8:32… e conhecereis a verdade…”

Deputados da base aliada a Bolsonaro devem participar do evento, como Sílvio Fávero, que já confirmou presença.

Por outro lado, do governo do Estado ainda há dúvidas. A inauguração, por exemplo, não está prevista na agenda do vice-governador, Otaviano Pivetta.


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*