Chuva ajuda milho segunda safra mas prejudica algodão

Volumes elevados vão continuar nas áreas produtoras de Goiás e da Bahia

milho

Pryscilla Paiva, editora de Tempo do Canal Rural

Apesar de a chuva colaborar para o bom desenvolvimento do milho segunda safra no norte de Mato Grosso e Goiás, o excesso de precipitação já prejudica boa parte dos produtores de algodão goianos e também da Bahia. A tendência para a segunda quinzena de abril é de tempo bem mais seco em todo Centro-Sul e de continuidade das chuvas na faixa norte do Brasil.

“As águas mais aquecidas do oceano Atlântico estão contribuindo para a forte atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que é o sistema meteorológico que leva chuva para as áreas produtoras da região Norte e da faixa norte do Nordeste”, explica Desirée Brandt, da Somar Meteorologia.

Nesta quarta-feira, dia 10, as instabilidades atuam por todo o Nordeste. São esperados acumulados elevados no sul do Maranhão e da Bahia. Nas demais áreas, apesar de não haver trégua da chuva, os acumulados são baixos e sem potencial para transtornos. As temperaturas seguem elevadas. Em Goiás, as chuvas também seguem volumosas ao longo da semana.

Nesta  quinta-feira, dia 11, a chuva ganha ainda mais força no norte do Nordeste, por influência da ZCIT. Enquanto na maior parte da Bahia as pancadas seguem pontuais e intercaladas com períodos de sol, no sul do estado elas ganham força e os acumulados são maiores, por influência de ventos em altos níveis da atmosfera.

Nos próximos dias, a chuva não dá trégua na região. Os maiores acumulados se mantêm entre Maranhão e Ceará.

fonte: canal rural


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*