Com alta do dólar, soja para 2020/2021 é comercializada a R$ 92,50; Em Mato Grosso melhor preço é em Rondonópolis R$ 79,00

Em mais um dia de alta do dólar e com a Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) diminuindo as perdas, o mercado brasileiro de soja apresentou preços firmes e bom volume de negócios nesta sexta-feira, 28. A consultoria Safras & Mercado estima que ao menos 450 mil toneladas foram negociadas, com destaque para Rio Grande do Sul e Paraná, com 150 mil toneladas vendidas em cada estado.

As cotações da safra nova seguem subindo, atingindo preços 12% acima da temporada 2019/2020, ritmo superior à média. Com isso, a cotação bate em R$ 92,50 em Paranaguá (PR) e R$ 82 no interior das principais praças de negociação do país.

Em relação ao ciclo 2019/2020 em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos permaneceu em R$ 86. Na região das Missões, a cotação ficou em R$ 85,50. No porto de Rio Grande, o preço seguiu em R$ 91. No entanto, em Cascavel (PR), o preço subiu de R$ 81,50 para R$ 82 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca estabilizou em R$ 90.

Em Rondonópolis (MT), a saca baixou de R$ 79,50 para R$ 79. Em Dourados (MS), a cotação avançou de R$ 76,80 para R$ 78. Em Rio Verde (GO), a saca subiu de R$ 78,50 para R$ 79.

Por Agência Safras


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*