Comando Vermelho filmou execução de adolescentes e compartilhou no WhatsApp

Meninas de 13 e 16 anos foram mortas pelo do Comando Vermelho por serem namoradas de membros do PCC, facção do rival.

Imagens viralizaram nas redes socais na manhã de quinta-feira (4); quatros foram mortos.

Chocante. Essa é a sensação ao ver um vídeo que circula em grupos de WhatsApp que mostra o momento da execução de duas adolescentes – uma de 13 e outra de 16 anos – na beira do Rio Cuiabá, na região do bairro Carrapicho, em Várzea Grande, na quarta-feira (3). As duas foram vítimas da chacina que deixaram outras duas feridas na cidade.

Na gravação, com duração de sete segundos, é possível ver às duas meninas com as mãos amarradas e ajoelhadas sob a mira dos criminosos.

“Por favor, não me mata”, diz uma das vítimas.

Um dos bandidos manda uma das adolescentes abrir a boca. Ela não obedece e é atingida com um tiro na cabeça. Ao ver a amiga morta, a outra vítima implora para não ser executada: “Por favor, não me mata”. Em seguida o vídeo termina.

Os corpos das adolescentes foram encontrados pela polícia, ainda na manhã de quarta, dentro no Rio Cuiabá.

Por as imagens serem muito fortes, o  decidiu, mesmo com imagens embaçadas não publicá-lo.

Entenda

De acordo com a Polícia Civil as adolescentes foram assassinadas pelos bandidos Thalyson Thiago, 23 anos, Donato Silva Nascimento, 24, e Luiz Fernando Oliveira Caetano Moreira, 25 anos, que são membros do Comando Vermelho.

A polícia conseguiu prender Thalyson no final da tarde de quarta-feira (3), no bairro Cristo Reio, em Várzea Grande.

As meninas foram mortas por serem namoradas de criminosos Primeiro Comando da Capital (PCC), facção rival ao Comando Vermelho.

Ele confessou o crime e disse que as meninas foram mortas por serem namoradas de criminosos rivais, da facção Primeiro Comando da Capital (PCC).

O bandido detalhou que na noite anterior do crime (terça-feira, 2) usando o carro Sandero, sequestraram as adolescentes, que estavam na Rodoviária de Várzea Grande, e obrigaram as meninas a indicar a casa onde estavam membros do Primeiro Comando da Capital (PPC), facção rival.

Na manhã de quarta, foram até o local, na Rua Miguel Leite, encapuzados, invadiram a casa e atirar em quatro pessoas, dois morreram na hora. Outros dois ficaram feridos.

As vítimas dos ataques foram Felipe Melo dos Santos, 25, Leandro Luiz de Oliveira, 20; e as adolescentes K.R. 16 anos, e L.T.M.B, 13 anos; e os feridos: V. S.S. 23, e J.S.P., 23.


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*