Coraçãozinho de frango: empresa avícola destina 100% do produto para o mercado interno

Atualmente, a GTFoods produz mensalmente quase 200 toneladas do corte para atender à preferência dos brasileiros

Conhecido como o petisco queridinho no churrasco, o coraçãozinho de frango não pode faltar na mesa dos brasileiros. A demanda pela iguaria é tanta, que a GTFoods, uma das gigantes do setor avícola, produz mensalmente quase 200 toneladas do corte. Deste total, 100% da produção é destinada ao mercado interno.

De acordo com o gerente de mercado da empresa, Luiz Mauro, a venda do produto atinge tanto os Food Services, que são as churrascarias, pizzarias e restaurantes quanto o consumidor final, que geralmente são as famílias que gostam de fazer churrasco no fim de semana. “A região sul é responsável por quase 70% do consumo desse item da empresa no Brasil. O restante, fica distribuído na região sudeste e nordeste”, destaca Mauro.

O Rio Grande do Sul (RS) se distingue entre eles, pois possui uma preferência única pelo petisco de frango. “Com a tradição do churrasco, ele é um estado que utiliza esse item em diversos segmentos da gastronomia, o que é diferente de outros lugares. Nesse local são feitos pratos como pizzas, lanches e estrogonofes de coraçãozinho, por exemplo”, relata o gerente de mercado da GTFoods.

Valor agregado

Luiz explica que o coração de frango exige um maior investimento no maquinário e maior esforço de produção, fazendo com o que o produto tenha maior valor agregado no mercado, juntamente com o meio da asa.

A preferência no tipo de embalagem do produto também varia: no RS, por exemplo, há uma procura por pacotes maiores, que contenham entre 1 e 2 quilos de coraçãozinho. Já em outros estados, têm surgido a necessidade de embalagens menores e mais práticas, como as com 500 e 700 gramas. “O importante é analisar a tendência do mercado, levando a praticidade para o consumidor no momento do preparo e um produto com qualidade”, finaliza Luiz.

Texto: Assessoria de Imprensa GTFoods


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*