Corinthians é bicampeão da Copa Libertadores Feminina, no Equador

 bicampeonato do time feminino do Corinthians na Copa Libertadores.

CONMEBOL Libertadores Femenina   

Timão derrotou Ferroviária em final com cara de revanche

Por Claudia Soares Rodrigues – Jornalista da TV Brasil  Rio de Janeiro

Quase um mês após perder o título do Campeonato Brasileiro Feminino para a Ferroviária, o Corinthians levou a melhor na final da Copa Libertadores Feminina contra a equipe de Araraquara, no estádio Olímpico Atahualpa, em Quito, capital do Equador. O Timão venceu a Feroviária por 2 a 0 e pela segunda vez levantou a Taça Libertadores.

O jogo teve cara de revanche. Logo aos dez minutos, a meio-campista Tamires balançou a rede, mas o árbitro apitou impedimento e anulou o gol. O Corinthians perdeu ainda boas oportunidades de abrir o placar ainda no primeiro tempo, mas foi na segunda etapa que o jogo foi decidido. Tamires construiu a jogada do primeiro gol: partiu em velocidade da intermediaria até entregar a bola na entrada de área para Crivelari abrir o placar. Nos minutos finais, Juliete tabelou com Victória Albuquerque antes de chutar cruzado e selar a vitória do Timão por 2 a 0.

Este é o segundo título sul-americano da equipe alvinegra: o primeiro foi em 2017, quando o Corinthians foi campeão da Libertadores feminina, em parceria com o Audax.  O título da Libertadores garante a premiação de US$ 85 mil (cerca de R$ 340 mil) ao vencedor,  e US$ 50 mil (aproximadamente R$ 200 mil) ao vice-campeão.

O Timão, comandado pelo técnico Arthur Elias, está invicto há 43 jogos. Neste domingo (2 de novembro), a equipe volta a campo para enfrentar o São Paulo, no primeiro jogo da final do Campeonato Paulista Feminino.


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*