Covid-19: morre voluntário dos testes da vacina de Oxford no Brasil

Anvisa foi informada do falecimento do participante na última segunda, 19 de Outubro de 2020

PorMariana Rosário

Um dos voluntários dos testes da vacina para Covid-19 desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford morreu ao longo do desenvolvimento de testes. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária foi comunicada do fato na segunda-feira, 19.  Os testes são coordenados no Brasil pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Em nota, a agência afirmou que o processos segue em avaliação, mas que um comitê internacional de segurança sugeriu o prosseguimento do estudo no país. Ainda não se sabe, por exemplo, se o participante em questão tomou doses efetivas da vacina ou do medicamento placebo — que não tem função imunizante.

No Brasil, a vacina tem aval para ser testada em 10.000 pessoas com idades superiores a 18 anos. Até agora, mais de 8.000 pessoas receberam doses relacionadas ao estudo.

Nesta quarta-feira, 21, o Brasil teve médias móveis atualizadas em 22.558,4 diagnósticos e 522,1 mortes por conta do novo coronavírus.

Fonte: Veja


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*