Criança de 6 anos se desequilibra durante brincadeira, cai em rua e é atropelada por ônibus em MT

Criança sofreu traumatismo craniano e está internada em UTI no Hospital Regional de Rondonópolis. Motorista de ônibus fugiu do local sem prestar socorro à vítima.

Micaela brincava em calçada quando caiu e foi atropelada por ônibus em Rondonópolis (Foto: TVCA/Reprodução)

Micaela brincava em calçada quando caiu e foi atropelada por ônibus em Rondonópolis (Foto: TVCA/Reprodução)

Uma menina de 6 anos está internada em estado grave após ser atropelada por um ônibus em uma rua de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. Conforme o boletim de ocorrência, o motorista do ônibus fugiu do local sem prestar socorro à criança.

Micaela de Oliveira Santos sofreu traumatismo craniano e encontra-se internada em um leito adaptado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulta do Hospital Regional, uma vez que a UTI pediátrica da Santa Casa de Rondonópolis está fechada.

Segundo a família, o acidente ocorreu na última terça-feira (24). Micaela brincava com colegas na calçada quando perdeu o equilíbrio, caiu no meio-fio e foi atropelada pelo ônibus do transporte coletivo, que fazia uma curva aberta e entrava na rua naquele momento.

Ônibus que atropelou criança foi filmado por câmeras de segurança e motorista fugiu do local após o acidente (Foto: TVCA/Reprodução)

Ônibus que atropelou criança foi filmado por câmeras de segurança e motorista fugiu do local após o acidente (Foto: TVCA/Reprodução)

Imagens de câmeras de segurança de um salão de beleza localizado nas proximidades do acidente registraram o momento do atropelamento.

O gerente da empresa do ônibus que causou o acidente, Paulo Sérgio da Silva, informou que o acidente “foi uma fatalidade” e que, na medida do possível, está dando assistência à família da criança.

Falta de UTI

A família da vítima entrou na Justiça para conseguir uma vaga para a menina em um hospital de Cuiabá, mas ainda não conseguiu uma decisão favorável.

A criança continua internada na UTI adulto do Hospital Regional e, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), o leito da unidade foi adaptado para atendê-la e que, por enquanto, não é necessário fazer a trasferência de Micaela para outro hospital.


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*