Diálogo com Sachetti avança e deputado deve ser vice de Taques com Selma e Leitão ao Senado

Diálogo com Sachetti avança e deputado deve ser vice de Taques com Selma e Leitão ao Senado
O deputado federal Adilton Sachetti (PRB) deve recuar de sua pré-candidatura ao Senado e aceitar o convite do governador Pedro Taques (PSDB) para ocupar a vice-governadoria no grupo tucano. A reportagem do Olhar Direto apurou que o diálogo entre os dois avançou desde o último sábado (14) e Sachetti já estaria convencido a abandonar a chapa de Mauro Mendes (DEM). Se confirmado o acordo, as duas vagas para o Senado pela coligação vão ser ocupadas por Nilson Leitão (PSDB) e Selma Arruda (PSL).

Nesta terça-feira (18), durante almoço no Palácio Paiaguás, Taques revelou que esteve com Sachetti no final de semana, discutindo a possibilidade de o deputado deixar o grupo de Mendes, com quem tem acordo pré-firmado, para apoiar a reeleição tucana. Em troca, o governador ofereceu ao parlamentar a vaga de vice-governador.

Na iminência de atrair Sachetti, Taques não poupou elogios e disse, inclusive, que caso ele aceite o convite para ser seu vice, entregaria o comando do Paiaguás para o deputado. Fontes ligadas ao parlamentar garantem que ele já está convencido em fechar o acordo. Os dois tem uma nova reunião marcada para o próximo final de semana, quando o martelo deve ser batido.

Antes de se reunir com Taques, Sachetti ainda deve conversar com a direção nacional do PRB, para alinhar a relação do partido com Geraldo Alckmin (PSDB), pré-candidato à presidência da República pelo grupo do governador mato-grossense.

Selma e Leitão

Mesmo tendo garantido anteriormente que caso não fosse candidato ao Senado não seria candidato a mais nada, Sachetti assumiu a possibilidade de recuo por conta da falta de espaço nas chapas com quem buscou aliança.

Inicialmente, o deputado havia firmado acordo com o DEM para ocupar a segunda vaga ao Senado pelo grupo. A primeira é de Jayme Campos. No entanto, com a vinda de Carlos Fávaro (PSD) para o bloco e a já garantida colocação de Otaviano Pivetta (PDT) na vice-governadoria, Sachetti ficou sem espaço.

A alternativa encontrada por Taques, que já possui Nilton Leitão (PSDB) como candidato ao Senado e deve concretizar aliança com a ex-juíza Selma Arruda (PSL) nos próximos dias, foi oferecer a vice para Sachetti, a quem ele fez questão de destacar a boa relação.

“Sachetti foi meu coordenador de campanha, tem uma personalidade parecida com a minha. Ele nunca foi desleal comigo. Eu tive uma conversa sábado com o Sachetti, o Pagot tava na conversa, Nilson Leitão também estava. O irmão dele [do Sachetti], o Moisés, também estava lá. Conversamos sobre política, mostrei os números do Estado. Eu falei para ele: ‘Sachetti, em eu sendo candidato, você quer vir para o lado de cá?’. Lá [no grupo de Mendes] não tem vaga”, disse o governador, ao ser questionado sobre sua relação com o deputado.

fonte: olhar direto


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*