Diretora do Sintep agride colega com golpe pelas costas e soco no olho na sede da organização; veja vídeo!

Miriam foi agredida pela diretora do Sintep/MT Guelda que é esposa do ex-presidente Henrique Lopes, no dia 28/09/2019

A Professora Miriam Ferreira Botelho, atual secretária-geral do SINTEP-MT (Sindicado dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso), na data de 31 de outubro, passou por atendimento de urgência, no Hospital Amparo de Rosário Oeste, cidade onde reside, “por conta de intensas dores, tonturas e repentino desmaio”.

Miriam sofreu agressão física da também diretora do Sindicato, Guelda Cristina de Oliveira Andrade, atual esposa do ex-presidente da entidade e candidato a deputado estadual em 2018, Henrique Lopes. 

O atendimento hospitalar de urgência pode ser consequência da agressão física que sofreu no dia 28 de setembro, na sede do Sintep, localizada no Bairro Bandeirante, em Cuiabá, durante Conselho de Representantes das Subsedes. No registro de atendimento médico da Professora  Miriam consta a solicitação de exames complexos por conta do sofrimento reclamado pela paciente desde a agressão.

Conforme o Boletim de Ocorrência registrado na data da agressão a professora sofreu lesão corporal (ilícito tipificado no art. 129 CP) e o Laudo Pericial confirma “que as lesões são compatíveis com o histórico narrado no B.O”.

Conversamos com a Professora Miriam e ela relatou que “foi violentamente golpeada pelas costas e ao virar-se recebeu um brutal soco em um dos olhos, quebrando os óculos que usava, o que provocou seu desequilíbrio e, consequentemente a queda em escada com pancada na cabeça”. Ela disse ainda que “foi imobilizada pela agressora e recebeu sucessivos puxões de cabelo e enforcamento, que resultaram em graves lesões em sua face”.

As agressões foram registrados com nitidez pelas câmeras de segurança do Sintep/MT e foram disponibilizados para os meios de comunicação.

Veja abaixo o vídeo da Câmera de Segurança do Sintep/MT com a agressão

Fonte: Biorosario


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*