Em teste prático para tirar CNH do DETRAN-MT a cada 3 candidatos 1 reprova

Foto: Gilberto Leite

Foto: Gilberto Leite

Dados do Detran de Mato Grosso apontam que 30% dos 118.051 candidatos que tentaram tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para moto e carro ano passado reprovaram no teste prático. O nervosismo é apontado como fator determinante para o fracasso na prova de habilidades. Mesmo assim, 80.199 novos motoristas foram autorizados a entrar no trânsito.

A reprovação de motoristas de carros é maior (32%) que de motos (24%). Para o cálculo não foram considerados os faltosos que representam 3% do total de candidatos.

O superintendente interino do órgão, José Eudes Malhado, que é servidor de carreira e por 13 anos atuou como examinador de trânsito do Detran, acredita que falta de conhecimento não é o problema para os candidatos, já que eles são orientados pelos instrutores das autoescolas, mas na hora esquecem de sinalizar com a seta, não se atentam para regras de sinalização, como da placa Pare, além de imperícias em baliza ou garagem.

Nos casos dos motociclistas, as principais faltas são esquecer de baixar a viseira do capacete e colocar o pé no chão durante percurso de prova.

“Os candidatos tem que ter consciência de que conseguir a CNH precisa de muita responsabilidade”, argumenta o superintendente interino. “Não é intenção do Detran reprovar, o que desejamos é que os condutores adotem para a vida a educação para o trânsito que recebem nos cursos de formação, pois são regras para salvar vidas”, define.

Os testes práticos são realizados pelas manhãs de segunda a sexta na pista do órgão em Cuiabá, cerca de 200 candidatos passam por dia pelo local para mostrar suas habilidades nos veículos. O acompanhou um dia dessa prova.

Veja vídeo de uma candidata

Na pista de exame prático de direção veicular em Cuiabá o clima era de tensão entre os mais de 100 candidatos que se espalhavam pelo pátio do Detran das 7h até o meio-dia. Enquanto uma grande fila se forma, muitos já passaram pelos testes.

Decepção e até choro entre os reprovados, que não tem a menor vontade de conceder entrevista neste momento. Uma das candidatas esqueceu-se de sinalizar com a seta por duas vezes durante o percurso, outra encostou o carro em um dos objetos que simulam veículos estacionados quando fazia baliza.

Já entre os que conseguiram demonstrar destreza ao volante o semblante de satisfação dominava. Entre eles o mensageiro Yves Leoni, 23. Ele ingressou com processo para a primeira habilitação há cerca de três meses, o exame prático de direção veicular é a última etapa para a tão sonhada CNH. Agora dentro de 15 dias Yves deve estar com o documento em mãos.

“Fiquei nervoso, mas consegui fazer tudo que o instrutor me ensinou e acho que fui bem”, disse o futuro motorista assim que foi liberado pelo examinador. Um sinal de joia foi a resposta do examinar quando perguntamos como o candidato foi. “Preciso da carteira para poder trabalhar”, afirma Yves.

O porteiro Alessandro Nascimento, 37, realizava o teste para habilitação em motos pela primeira vez, mas tirou o percurso de letra, parecia ser um expert no assunto. “Tive aulas práticas no simulador e me ative às aulas teóricas da autoescola, muita coisa aprendi lá sobre legislação”, conta. “Essa educação é fundamental para termos um trânsito melhor, pois ensina que o mais importante é respeitar o outro e a não cometermos imprudências”, declara.

Alessandro diz que sentiu um certo nervosismo por ter alguém observando seus movimentos, entretanto se conteve para conseguir fazer o trajeto. Reclamou da demora para conseguir o documento. “Comecei o processo em fevereiro cinco meses para tirar a CNH é muito tempo”.

Eudes explica que a disponibilidade de tempo dos candidatos também interfere no tempo do processo. “Eles tem que cumprir seis etapas, se eles priorizarem, o documento sai em dois meses”, revela.

Orientações 1ª CNH

Para ser motorista habilitado é preciso ser maior de 18 anos, saber ler e escrever, ter RG e CPF e comprovante de endereço. O serviço é disponível na sede do Detran, nas Ciretrans e agencias VIPs.

Etapas

Avaliação psicológica, exame físico e mental, curso teórico (carga horária mínima 45 hs/aula), exame teórico (30 questões, com aprovação acertando mínimo 70% da prova ou seja 21 questões), curso prático de direção veicular (carga horária mínima: 20hs/aulas para categoria A; 25hs/aulas para categoria B) e exame prático de direção veicular.

Valores

  1. Primeira Habilitação – R$ 172,70
  2. Recebimento da habilitação pelos Correios (Serviço opcional) – R$ 22,69 
  3. Acesso ao sistema para agendamento, lançamento de frequência e consulta de dados para o CFC-A R$ 22,69
  4. Avaliação psicológica – R$ 128,00
  5. Exame de aptidão física e mental – R$ 83,97
  6. Reexame teórico-técnico de formação (em caso de reprovação) – R$ 31,51
  7. Reexame prático de direção veicular (em caso de reprovação) – R$ 40,34
  8. Junta médica (caso solicite) – R$ 251,91
  9. Além do Detran em Cuiabá, realizam teste prático as Ciretran de Várzea Grande (atualmente transferido para Cuiabá por passar por reforma), Rondonópolis e Sinop. Barra do Garças está com um projeto experimental de testes para carro e moto. 
  10. Outras informações podem ser obtidas pelo site do Detran.

fonte: rdnews


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*