Emenda que quer flexibilizar projeto do governo e congelar RGA por 2 anos em MT tem consenso dos deputados para aprovação

Por G1 MT

Max Russi (PSB) — Foto: Marcos Lopes/ ALMT

Max Russi (PSB) — Foto: Marcos Lopes/ ALMT

Uma das emendas apresentadas pelos deputados ao projeto que trata da não concessão da Revisão Geral Anual (RGA) pode por dar trégua entre servidores e o Executivo. A emenda prevê a flexibilização do texto original apresentado pelo governo Mauro Mendes (DEM) no pacote de medidas que visam cortar despesas e a suspensão do pagamento da recomposição inflacionária por dois anos.

O congelamento da RGA em 2019 e 2020 tem o consenso dos parlamentares, segundo o deputado Max Russi (PSB).

“Existe o consenso entre os parlamentares para a aprovação dessa emenda e o presidente da Assembleia (Eduardo Botelho) tem conversado bastante com o governo para que ele não vete essa emenda. O projeto caminha para ser aprovado na Assembleia sem o RGA nesses dois anos”, afirmou Russi.

O projeto original já foi aprovado em primeira votação, mas a segunda votação que estava prevista para essa quarta-feira (23) não aconteceu devido à manifestação dos servidores. Contrários à medida, os servidores estaduais estão na Assembleia desde terça-feira (22). No início, eles acamparam em frente ao prédio do Legislativo e, depois, ocuparam o prédio, incluindo o plenário, impedindo a votação dos projetos.

Essa e outras mais de 100 emendas aos cinco projetos de autoria do governo estão sob análise da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR). A previsão é que a votação aconteça na sessão vespertina desta quinta-feira (24).

Servidores estão acampados em frente à Assembleia — Foto: Leandro Maia/ TVCA

Servidores estão acampados em frente à Assembleia — Foto: Leandro Maia/ TVCA


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*