Empresa deve começar voos após conclusão das obras no aeroporto em Nova Mutum

A empresa regional só deve iniciar voos comerciais após a conclusão das obras necessárias para transformar o aeroporto Brigadeiro Eduardo Gomes de privado para público. De acordo com o secretário de Indústria, Comércio e Turismo, Jimmy Huppes, o processo é demorado já que precisa de licitação, mas está em fase de conclusão. “Estamos terminando as obras para fazer a homologação e transformar o aeroporto de privado para público. Está sendo construída uma guarita e já foi feita a aplicação de lama asfáltica. Agora, falta a pintura. Infelizmente, tudo isso depende de licitação. A previsão é que seja concluído nos próximo dias. Estamos mantendo contato com a empresa. É aguardada essa conclusão para dar continuidade no processo da vinda deles para Nova Mutum”.

A previsão é que a empresa opere voos de segunda a sextas-feiras, de Nova Mutum a Cuiabá, ida e volta, com aeronaves modelo Grand Caravan que tem capacidade para 9 passageiros e 2 tripulantes, autonomia de voo de 6 horas e 30 minutos, voando, em média a 300 km/h.

O 4º Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta IV) já emitiu parecer favorável para transformar o Aeroporto Brigadeiro Eduardo Gomes de privado para público. A prefeitura havia ingressado com esse pedido para o que o aeroporto pudesse iniciar a operação de voos comerciais. Esse trâmite faz parte do processo de homologação do aeroporto e regulamentação junto ao Comando da Aeronáutica e Agência Nacional da Aviação Civil (ANAC). O parecer regulamenta também o uso do espaço aéreo.

A prefeitura inaugurou, em março do ano passado, o terminal de embarque e desembarque do aeroporto, que conta com uma pista 1,6 mil metros de comprimento toda pavimentada com 24 metros de largura. Em janeiro, a prefeitura iniciou as tratativas com uma empresa aérea para que comece a operar voos comerciais ligando Nova Mutum a Cuiabá com conexões para todo país.

fonte: Só Notícias/Cleber Romero


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*