Estados Unidos mantêm veto à carne bovina do Brasil

MÁ NOTÍCIA

Estados Unidos mantêm veto à carne bovina do Brasil

A ministra Tereza Cristina ficou desapontada com a decisão e deve discutir o assunto com o secretário de Agricultura dos EUA, Sonny Perdue.

Por Canal Rural

carne com bandeira do Brasil

Os Estados Unidos suspenderam as compras de cortes bovinos do Brasil em 2017. Foto: Pixabay

Os Estados Unidos mantiveram o veto à entrada de carne bovina in natura do Brasil, confirmou o Ministério da Agricultura nesta segunda-feira, 4. A abertura do mercado norte-americano estava sendo negociada pelos presidentes Jair Bolsonaro e Donald Trump, como parceria de uma parceria estratégica entre os dois países.

“A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, ficou desapontada com a decisão, mas acredita no excelente relacionamento entre os dois países para resolver a questão”, informa a pasta, em nota. Ela deve levar o assunto ao secretário da Agricultura dos Estados Unidos, Sonny Perdue, durante missão que já estava agendada aos Estados Unidos, entre os dias 17 e 23 de novembro.

Entenda o caso

Em 2017, os Estados Unidos suspenderam as compras de cortes bovinos do Brasil, devido às reações (abcessos) provocadas no rebanho, pela vacina contra a febre aftosa. Essas reações desencadearam o processo de redução da dose da vacina de 5 ml para 2 ml e a retirada da saponina da composição do produto.

Em junho deste ano, uma missão veterinária dos EUA esteve no Brasil para inspecionar frigoríficos de bovinos e suínos. A decisão norte-americana, comunicada ao Ministério da Agricultura do Brasil na quinta-feira passada, é fruto desta inspeção.

O Canal Rural procurou a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec), mas a entidade informou que não se posicionará sobre o assunto.


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*