Fla estreia na Copa Flórida com vitória sobre Ajax nos pênaltis

Após empate no tempo normal, o Flamengo levou a melhor na decisão por pênaltis (Foto: Divulgação)

Flamengo e Ajax, da Holanda, empataram por 2 a 2 na estreia das duas equipes na Copa Flórida, mas o Rubro-Negro venceu na disputa de pênaltis por 4 a 3 e levou o ponto extra. No jogo disputado na noite desta quinta-feira, no Orlando City Stadium, o Flamengo atuou no primeiro tempo com a equipe titular, mas no segundo tempo, o técnico Abel Braga, que estreava no comando da equipe, trocou todos os jogadores, mantendo apenas Diego Alves durante os 90 minutos.

Todos os gols foram marcados no primeiro tempo. Uribe anotou os dois do Flamengo, enquanto Huntelaar e Labyad anotaram para a equipe holandesa, que entrou em campo com uma equipe mista. Na disputa de pênaltis, Piris da Mota, Rodinei, Trauco, Berrio marcaram para a equipe da Gávea, enquanto Veltman e Magallán desperdiçaram as cobranças para o time holandês. No próximo sábado, o Flamengo vai enfrentar o Eintracht Frankfurt.

O jogo: A partida começou equilibrada com as duas equipes tocando a bola para os lados e buscando descobrir espaços nas defesas adversárias. Só aos sete minutos, o time carioca chegou na área em cobrança de falta executada por Everton Ribeiro, mas a zaga holandesa aliviou.

Aos 15 minutos, o Ajax marcou o primeiro gol. Huntelaar tabelou com Cerny pela esquerda, recebeu nas costas de Pará, entrou na área e bateu no canto direito de Diego Alves.A resposta da equipe carioca não demorou. Aos 18 minutos, a equipe rubro-negra empatou. Everton Ribeiro fez ótimo passe para Uribe que invadiu a área e encobriu o goleiro do time holandês.

Logo depois, Éverton Ribeiro assustou a defesa do time europeu com um chute forte que passou perto da trave. Logo depois foi a vez de Vitinho que arriscou de fora da área e o goleiro Lamprou se atrapalhou e quase levou um frangaço. O Ajax respondeu com Cerny que invadiu pela esquerda e chutou para boa defesa de Diego Alves.

Aos 33 minutos, a equipe holandesa desempatou. Após boa troca de passes, a bola sobrou para Labyad que bateu para vencer Diego Alves e colocar o Ajax na frente. A partida ficou aberta com as duas equipes procurando o gol. O Ajax teve duas oportunidades para ampliar,mas Diego Alves apareceu bem. Aos 39 minutos, Vitinho recebeu na entrada da área, iludiu o marcador e chutou forte para defesa difícil de Lamprou. Aos 42 minutos, o Flamengo voltou a empatar, novamente com Uribe que aproveitou o rebote do goleiro holandês após chute de Diego.

Para o segundo tempo, o técnico Abel Braga trocou dez jogadores, deixando apenas Diego Alves no gol. O jogo ficou equilibrado, mas o Ajax mostrava mais objetividade nas jogadas de ataque e exigia muito do goleiro rubro-negro. Aos 16 minutos, Diego Alves apareceu bem ao defender um chute de Labyad e, aos 21 minutos, Ekkeemlenkamp chutou forte e Diego Alves espalmou para escanteio, evitando o terceiro gol da equipe holandesa.

O Flamengo caiu muito de produção com as modificações e só segurava o resultado por causa da grande atuação de Diego Alves. Nos acréscimos, no último lance importante da partida, Lang recebeu nas costas de Rodinei e acertou a trave de Diego Alves que fora da jogada, só torceu para a bola não entrar.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO-BRA2(4) X(3) 2 AJAX-HOL

Local: Orlando City Stadium, em Orlando (EUA)
Data: 10 de janeiro de 2019, quinta-feira
Horário: 22h00 (de Brasília)
Árbitro: Esteban Rosano(EUA)
Assistentes: Francisco Terranova e Anya Voct(EUA)
Cartão Amarelo: Piris da Mota(Fla); Veltman, De Witt(Ajax)
Gols:
FLAMENGO: Uribe aos 18 e 42 minutos do primeiro tempo
AJAX: Huntelaar aoz 15 minutos e Labyad aos 33 minutos do primeiro tempo

FLAMENGO: Diego Alves,Pará (Rodinei), Léo Duarte (Dantas), Rhodolfo (Rodrigo Caio) e Renê (Trauco); Cuéllar (Ronaldo), Willian Arão (Piris da Mota), Diego (Jean Lucas) e Éverton Ribeiro (Thiago Santos) (Vítor Gabriel); Vitinho (Berrio) e Uribe (Henrique Dourado)
Técnico: Abel Braga

AJAX: Lamprou; Kristensen, Schuurs (Veltman), Magallán e Sinkgraven (Bakker); Eiting (Jensen), Gravenberch (De Witt) e Labyad; David Neres (Ekkelenkamp) Huntelaar (Traore) e Cerny (Lang)
Técnico: Erik tem Hag

 

fonte: gazeta esportiva


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*