Governador Mauro Mendes decide hoje quais delegacias vai mandar fechar em Mato Grosso

NÚCLEO OCIOSO: BAIXA OCORRÊNCIA

“Nós não estamos fechando delegacias, mas sim suspendendo as atividades para que esses profissionais integrem equipes para fazer investigação”, diz o secretário de Segurança Alexandre Bustamante

Sesp apresentará estudo ao governador, que decide quais cidades ficaram sem delegacias.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamente, afirmou que se reunirá com o governador Mauro Mendes (DEM), na tarde desta quinta-feira (07), para definir quais e quantas delegacias serão fechadas em Mato Grosso.

A decisão do governador será anunciada logo após o encontro.

PUBLICIDADE

“Nós não estamos fechando delegacias, mas sim suspendendo as atividades para que esses profissionais integrem equipes para fazer investigação. Já tenho o número, mas quero esperar o aval do governador”, afirmou o secretário, durante coletiva de imprensa sobre o balanço do Carnaval, na manhã desta quinta.

O secretário explicou ainda que a medida é 90% técnica e apenas 10% financeira. O principal objetivo é remanejar profissionais dos municípios onde há poucas ocorrências.

“O papel do investigador, por exemplo, é sair para investigar. Temos delegacias com três ou dois investigadores que não fazem papel de investigar, eles ficam tomando

bustamante

Secretário concedeu entrevista sobre o assunto na manhã desta quinta-feira.

conta do prédio e não fazem o papel constitucional do cargo (porque tem poucas ocorrências na região)”, argumentou.

O horário da reunião do secretário com o governador não foi divulgado.

Balanço do carnaval

O secretário também avaliou que a Operação Carnaval 2019 teve balanço positivo em Mato Grosso, pois, não houve registro de mortes no trânsito e nem assassinatos nos pontos tradicionais de comemoração.

Os assassinatos que ocorreram, conforme o secretário, não teve relação com o Carnaval.

A Sesp usou todo aparato para atuar no período de festa, sendo Polícia Judiciária Civil (PJC), Corpo de Bombeiros, Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Centro Integrado de Operações Aéreas e Polícia Militar.

Mesmo com balanço positivo nas ocorrências, Bustamante explicou que a expectativa para o próximo ano é que os pontos de comemoração sejam reduzidos para que a segurança pública possa empregar mais profissionais nas festas.

fonte: reportermt


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*