Governo de Mato Grosso anuncia investimento de R$ 35 milhões no patrulhamento rural para coibir roubos à fazendas e cargas

LUTA CONTRA O CRIME

Medida é para coibir roubos a fazendas e cargas em um dos principais estados produtores do Brasil

Neste ano de 2021, o Governo do Estado por meio do Programa Mais MT investirá cerca de R$ 35 milhões de reais na Patrulha Rural da Polícia Militar. Segundo o estado, com o recurso a PM poderá adquirir veículos e uniformes adaptáveis ao policiamento especializado e comprar equipamentos mais modernos meios que vão expandir a atuação dos policiais e garantir segurança aos produtores rurais, sindicatos do setor agrícola, pequenos produtores e moradores da zona rural do estado.

Celeiro do Brasil, Mato Grosso planta soja, milho, algodão e possuí mais de 30 milhões de cabeças de gado, um dos maiores rebanhos do país. A produção agrícola do estado movimenta a economia, responsabilidade que exige dos produtores rurais altos investimentos para manter os plantios e os animais no pasto.

Por produzir alguns dos principais alimentos presentes na mesa dos brasileiros, o alto investimento dos produtores estava atraindo os olhares e ambição da criminalidade. Para garantir a segurança no campo, a Polícia Militar implantou, em 2004, a Patrulha Rural com policiamento especializado voltados para trechos de plantações, locais de difícil acesso, chácaras, comunidades rurais, fazendas e áreas ribeirinhas.

Com os policiais patrulhando essas áreas, a PM vem frustrando tentativas de roubo, furto, sequestros, latrocínios e recuperando cargas de grãos, defensivos agrícolas, equipamentos, gado e fertilizantes que são comercializados de forma clandestina no mercado ilegal.

Quadrilhas especializadas em roubos e furtos de grãos, gado e defensivos agrícolas foram desarticuladas e seus integrantes presos em flagrante. Com a repressão da criminalidade no campo, o Comando Geral da PM informa que vem capacitando os policias e expandido o atendimento da Patrulha Rural para todos os  Comandos Regionais do estado.

Por Canal Rural


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*