Homem leva filha de 7 meses para passear no Dia dos Pais e mata bebê a facadas

Diogo ligou para sua ex-mulher e ele disse que resolveria o problema. Suspeita-se que ele não aceitava o fim do relacionamento.

Politec encaminhou o corpo da bebê ao IML.

O pai Diogo Morais Justino, de 23 anos, matou a filha de apenas 7 meses, neste domingo (11).  Após cometer o crime, Diogo tentou suicídio, mas foi socorrido e levado para o hospital. O caso foiregistrado em Sapezal (474 km de Cuiabá).

Segundo a Polícia Judiciária Civil (PJC), o assassino levou a bebê para passar o final de semana em sua casa. Os pais da criança são separados e a mãe havia autorizado que a menina passasse o fim de semana com ele devido às comemorações do dia dos pais. 

Diogo ligou para sua ex-mulher e disse que resolveria o problema.  Suspeita-se que ele não aceitava o fim do relacionamento. 

A Polícia Militar (PM) recebeu a denúncia e policiais foram até a casa de Diogo e encontraram a criança morta sobre o peito do pai. 

Conforme a Polícia Judiciária Civil (PJC), na cena do crime foram encontradas duas facas molhadas e uma esponja suja de sangue, além de uma chave de fenda ao lado dos dois. 

Os objetos serão analisados para saber qual foi usado como arma do crime 

A Perícia Oficial e Identificação Técnia (Politec) encaminhou o corpo da bebê para o Instituto Médico Legal (IML).

O atual estado de saúde de Diogo não foi infordo.

Quando receber alta, ele será preso em flagrante por homicídio qualificado e levado para a delegacia. 

A PJC relata que o criminoso tem histórico de problemas psiquiátricos, o que pode ter influenciado na motivação do assassinato. 

Peça Ajuda

O Centro de Valorização a Vida (CVV) realiza o combate e a prevenção ao suicídio, no Brasil.O CVV possui encontros presenciais do “Grupo de Apoio aos Sobreviventes do Suicídio”. A roda de conversa ocorre todas as quintas-feiras, a partir das 19h30, na sede do CVV Cuiabá, que fica na rua Comandante Costa, número 296, Centro Norte de Cuiabá. As pessoas também podem procurar ajuda pelo telefone 188 (CVV), que funciona 24h. Atualmente a entidade conta com um grupo de 2 mil voluntários que oferecem apoio emocional gratuito.

fonte: reportermt


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*