Jovem brasileira de 23 anos desaparece no Paraguai

A jovem desaparecida estava se recuperando de uma cirurgia na casa do namorado no Paraguai; ela não é vista desde o dia 13

Autor: Redação RIC Mais
Aline desapareceu em Cidade de Leste,  no Paraguai. (Foto: Reprodução/RICTV)
                                         Aline desapareceu em Cidade de Leste, no Paraguai. (Foto: Reprodução/RICTV)

Aline Pereira da Silva, de 23 anos, está desaparecida desde o dia 13 de julho. A última informação da menina que dividia apartamento com ela em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, é de que ela iria se recuperar de uma cirurgia plástica na casa do namorado em Cidade de Leste, no Paraguai.

Desaparecimento da jovem no Paraguai

Desconfiada com a falta de notícias da amiga, a jovem registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Foz do Iguaçu e, também, informou a família de Aline – residente no Rio Grande do Sul- sobre o seu desaparecimento. “Ele me ajudou a procurar ela durante uns três dias e depois, excluiu o WhatsApp, Instagram, tudo”, disse a moça, que não quer se identificar, à equipe de reportagem da RICTV Oeste|Record PR.

Carlos Henrique dos Santos, de 35 anos, é dono de uma empresa no país vizinho e onde Aline também trabalhava.

Carlos Henrique, namorada de Aline. (Foto: Reprodução/RICTV)

Investigações sobre o paradeiro de Aline

De acordo com investigações da polícia brasileira, a relação entre Aline e Carlos Henrique não ia bem. Em uma conversa de aplicativo de celular, a jovem reclama das atitudes agressivas do namorado e afirmava esperar se recuperar para retornar ao Brasil. Em uma conversa por telefone, ela também diz que o jovem surtou e não queria mais o relacionamento.

Conversa entre as amigas. (Foto: Reprodução) 

As duas jovens, companheiras desde a infância, são naturais do Rio Grande do Sul e vivem em Foz do Iguaçu há um ano, quando a amiga de Aline passou no vestibular de uma universidade do municipio. O contato entre elas era diário, e por isso, algumas vezes a garota desaparecida acabou reclamando do namorado. Situação que chegou ao conhecimento dele, que acabou enviando uma mensagem de áudio em resposta. Nela ele diz o seguinte: Acabei de ver a conversa aqui. O que você acha dessa situação? A mina na minha casa. Eu fechando com ela. Boto silicone nos peitos dela e ela faz essa situação? Fala para mim, o que você acha?

Desesperada com a falta de notícias da filha, a mãe de Aline veio do Rio Grande do Sul para acompanhar as investigações. Segundo Clarice de Fátima da Silva, a filha nunca reclamou do namorado e disse que estava tudo bem até a última vez que conversaram. “Ela disse que ele estava cuidando dela, que se eu viesse, porque eu estava programando de vir, eu iria ficar na casa dele. Eu não suspeitei de nada”, contou.

As polícias brasileira e paraguaia continuam seguindo as pistas para desvendar o mistério. “O desaparecimento não é crime, o crime é o que pode decorrer desse desaparecimento. Em que circunstância se deral esse desaparecimento” afirma a delegada da Polícia Civil de Foz Araci Carmen Costa.

“Até agora ninguém me deu uma resposta concreta. Eu espero encontrar minha filha”, concluiu a mãe inconformada.

*Com informações de Leandro Souza, repórter da RICTV Oeste

fonte: r7.com


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*