Jovem denunciou estupro uma semana antes de ser morta pelo ex

TRAGÉDIA FAMILIAR

A mãe da vítima havia procurado a Delegacia da Polícia Civil em agosto para denunciar os crimes de estupro e ameaças de morte.

Luiz Felipe foragido da polícia, já havia estuprado a adolescente e ameaçado contra a vida dela e de toda a família.

Luiz Felipe da Silva Alves, de 24 anos, acusado de matar a tiros a ex-namorada, Amanda Gabrielly da Silva, 17 anos, e o ex-sogro, Jefetter de Jesus Belém, 37 anos, na noite da última quinta-feira (05), já havia sido denunciado à Polícia Civil, no dia 24 de agosto pelo crime de estupro.

O boletim de ocorrência foi registrado pela mãe da vítima, Cristiane da Silva Belém, 35 anos. Ela contou aos policiais que o acusado levou a adolescente para uma região de mata em Lagoinha de Baixo, Zona Rural de Chapada dos Guimarães (65 km da Capital), a ameaçou com arma de fogo e, seguida, cometeu o abuso sexual.

De acordo coma Polícia Civil, uma segunda denúncia foi feita no dia 26 de agosto, quando o acusado passou a ameaçar toda família da ex após descobrir que havia sido denunciado.  A família então pediu medidas protetivas por medo das ameaças feitas por Luiz Felipe.

Após a última denúncia, um mandado de busca e apreensão foi emitido contra o acusado. No dia do cumprimento, Luiz não estava em casa, mas como um dos motivos seria de que ele teria armas, os policiais entraram na residência e efetuaram as buscas. No local foram encontrados e apreendidos um machadinho e uma espingarda.

Já na última quinta-feira, o Luiz invadiu a casa da família da ex-namorada, onde fez ameaças e entrou em luta corporal com um dos familiares, que pegou uma arma para se defender. Porém, o criminoso conseguiu tomar a arma e disparou várias vezes contra a adolescente e seus pais. O avô de Amanda estava na residência e é testemunha de toda a ação do assassino.

A menor e o pai, não resistiram aos ferimentos e morreram no local. A mãe, Cristiane, recebeu atendimento de primeiros socorros do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi encaminhada para o Pronto-Socorro Municipal (PSM). Ela segue internada na unidade recebendo atendimento médico, mas o atual estado de saúde não foi informado. Veja matéria completa aqui.
fonte: reportermt


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*