Jovem que estuprou mulher e a matou com pedrada na cabeça é preso em Cuiabá

Mulher foi encontrada morta nua com a cabeça esmagada por uma pedra. Suspeito, de 19 anos, confessou o crime e alegou estar sob efeito de droga.

Retrato falado à época e o suspeito, Marcos Venício Gonçalves Serafim (Foto: Polícia Civil de MT/Assessoria)

Retrato falado à época e o suspeito, Marcos Venício Gonçalves Serafim (Foto: Polícia Civil de MT/Assessoria)

Um jovem suspeito de ter estuprado e matado uma mulher, em 2017, foi preso nessa quarta-feira (4), em Cuiabá. De acordo com a Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Marcos Venício Gonçalves Serafim, de 19 anos, confessou o crime e disse que o cometeu sob efeito de drogas.

O crime ocorreu em 18 de novembro de 2017, no Bairro 1º de Março, na capital. A vítima, uma mulher de 40 anos, foi encontrada morta em um matagal, à beira de um córrego, nua, com sinais de violência sexual e com a cabeça esmagada por uma grande pedra.

Durante as perícias realizadas no corpo da vítima, confirmou-se a suspeita de que ela havia sido violentada sexualmente antes de ser morta.

Com base no depoimento de uma testemunha, à época dos fatos, foi elaborado ainda um retrato falado do suspeito com as características.

Após vários meses de investigação, foi possível identificar e prender o autor do crime. Com ele, foi aprendido ainda o aparelho celular da vítima, que havia sido levado após o crime.

Segundo o delegado à frente das investigações, Frederico Murta, durante o interrogatório Marcos confessou e descreveu detalhadamente o crime.

Alegando estar sob efeito de drogas, ele disse que abordou a vítima em uma rua às margens do local do crime e, simulando estar armado, ameaçou a vítima e a levou para o matagal.

No local ele estuprou a mulher. Quando a vítima começou a gritar por socorro, Marcos passou a agredi-la com uma pedra, dando pancadas na cabeça dela. Quando a vítima parou de gritar, o estuprador continuou o ato.

Depois, Marcos fugiu e levou o celular da vítima. Ele será encaminhado para audiência de custódia em Cuiabá.


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*