Ladrões que pretendiam usar filmadora para gravar roubo de R$ 500 mil em banco são presos em Cuiabá

Eles disseram à polícia que colocariam a gravação em grupos e redes sociais. Grupo foi descoberto e Bope foi acionado.

Bope e policiais militares prenderam quadrilha que tentava assalto em Cuiabá (Foto: TV Centro América)

Bope e policiais militares prenderam quadrilha que tentava assalto em Cuiabá (Foto: TV Centro América)

Uma quadrilha foi presa na madrugada desta segunda-feira (4) ao tentar roubar uma agência bancária na Avenida Carmindo de Campos, em Cuiabá.

De acordo com a Polícia Militar, quatro pessoas foram presas. Com elas, a polícia encontrou ferramentas e uma filmadora, que seria usada por eles para gravar o assalto.

O grupo gravaria o assalto usando a filmadora como forma de ostentação para depois mostrar aos outros integrantes da organização criminosa (Foto: TV Centro América)

O grupo gravaria o assalto usando a filmadora como forma de ostentação para depois mostrar aos outros integrantes da organização criminosa (Foto: TV Centro América)

Segundo a PM, eles conseguiram a informação de que havia cerca de R$ 500 mil no cofre da agência. Todos fazem parte de uma facção criminosa que atua no estado. O líder já foi identificado, mas não foi localizado.

Parte do grupo estava no banco, outros estavam fora monitorando e outros estavam em uma casa no Bairro São Matheus. Todos têm antecedentes criminais e são considerados ‘experientes’ na prática de assaltos.

Antes de irem até o banco, eles quebraram a vidraça de um estabelecimento comercial em outro ponto da cidade para chamar atenção e atrair os policiais.

Eles tentaram roubar uma agência bancária na Avenida Carmindo de Campos, em Cuiabá (Foto: TV Centro América)

Eles tentaram roubar uma agência bancária na Avenida Carmindo de Campos, em Cuiabá (Foto: TV Centro América)

Um deles entrou pelo teto do banco e desligou o sistema de alarme. Eles viraram as câmeras de monitoramento e se preparavam para começar o assalto.

Ainda conforme a PM, o grupo gravaria o assalto usando a filmadora como forma de ostentação para depois mostrar aos outros integrantes da organização criminosa. Eles disseram à polícia que colocariam a gravação em grupos e redes sociais.

Os policiais descobriram o assalto e conseguiram identificar um dos suspeitos na frente do banco e impediram o roubo. Diversas ferramentas foram apreendidas e o Batalhão de Operações Especiais (Bope) foi chamado ao local.

A quadrilha usava um rádio comunicador que estava na frequência da PM, conseguindo assim monitorar onde os policiais estavam.


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*