Mais de 300 professores entram em greve em município de MT por reajuste salarial de 4,6%

Prefeitura de Campo Novo diz que greve é ilegal e que não tem como atender demanda. Cerca de 5 mil alunos estão sem aula no município.

Servidores entraram em greve e fizeram passeata no município (Foto: TVCA/Reprodução)

Servidores entraram em greve e fizeram passeata no município (Foto: TVCA/Reprodução)

Mais de 300 professores, além de fiscais das escolas municipais de Campo Novo do Parecis, a 397 km de Cuiabá, estraram em greve e pedem o reajuste de 4,6% no salário.

Segundo os trabalhadores, o movimento não tem previsão de término. Com isso, cerca de 5 mil alunos estão sem aula no município.

Professores e fiscais cobram reajuste de 4,6% no salário e prefeitura diz que não tem como atender pedido (Foto: TVCA/Reprodução)

Professores e fiscais cobram reajuste de 4,6% no salário e prefeitura diz que não tem como atender pedido (Foto: TVCA/Reprodução)

A Prefeitura de Campo Novo se manifestou sobre a greve, alegando que o movimento foi considerado ilegal e que o município não possui recursos para atender a reividicação.

Os professores e fiscais fizeram uma passeata na última segunda- feira (30), pedindo o reajuste salarial.


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*