Mato Grosso tem recorde com 31 mortes por Covid-19 e mais de mil casos em 24 horas

Teste-anticorpos-covid-19 - coronav�rus

Mato Grosso voltou a bater recorde de mortes e novos casos confirmados da Covid-19 em 24 horas. De acordo com boletim divulgado hoje (25) pela secretaria estadual de Saúde (SES), foram 1.036 novos registros de pacientes contaminados pelo novo coronavírus e 31 vítimas fatais. Com isso, o Estado saltou para 12.601 notificações da doença e 476 óbitos. 

Dos 31 novas mortes, dez foram registradas hoje (25), entre moradores de Cuiabá (2), Várzea Grande (2), Rondonópolis (2), Santa Carmen, Pontes e Lacerda, Curvelândia e Porto Estrela. Ainda com relação aos dados divulgados, a SES acrescentou 18 mortes que aconteceram ontem (24), chegando a 22 vítimas nesse dia. 

Reprodução SES-MT Quadro Covid dia 25 de junho

Com os novos registros, Cuiabá (3.132), Rondonópolis (983) e  Várzea Grande (968) são os três municípios com mais casos da Covid-19. Em seguida aparecem: Sorriso (539), Primavera do Leste (501), Tangará da Serra (445), Lucas do Rio Verde (411), Sinop (333), Nova Mutum (314), Pontes e Lacerda (311), Confresa (287), Campo Verde (282), Cáceres (184), Barra do Garças (183), Campo Novo do Parecis (159), Querência (149), Alta Floresta (135), Nossa Senhora do Livramento (129), Matupá (122) e Jaciara (119). 

Internações

Restam 29 UTIs disponíveis para pacientes com Covid-19 em Mato Grosso. Conforme o boletim, a taxa de ocupação das UTIs chegou a 87,9%. Com relação às enfermarias, 580 estão liberadas, registrando taxa de ocupação de 28,9%. 

Dos casos confirmados, 7.155 estão em isolamento domiciliar e 533 estão internados, sendo 251 em UTIs e 282 em leitos de enfermaria. Dos hospitalizados, 347 são atendidos pelo SUS, sendo 157 em UTIs e 190 em enfermarias. 

A rede particular atende 148 pacientes, 71 deles estão em UTIs e 77 em enfermarias. Há ainda 38 pessoas internadas em unidades filantrópicas, sendo 23 em UTIs e 15 em enfermarias. 

fonte: Rdnews


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*