Motociclista perde o controle de moto, é arrastado e sobrevive após ser socorrido em rodovia de MT

Homem se desequilibrou e caiu em rodovia, sendo arrastado por moto por cerca de 100 metros, em Tangará da Serra. De acordo com a polícia, acidente ocorreu por falta de atenção.

Acidente ocorreu na MT-358, nesse sábado (23), em Tangará da Serra (Foto: TVCA/Reprodução)

Acidente ocorreu na MT-358, nesse sábado (23), em Tangará da Serra (Foto: TVCA/Reprodução)

Um motociclista sobreviveu após perder o controle da moto que pilotava e ser arrastado por cerca de 100 metros na MT-358, em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, no sábado (24).

Ele sofreu vários ferimentos nos braços e nas pernas e recebeu os primeiros socorros ainda no local do acidente.

De acordo com a polícia, a vítima seguia de Tangará da Serra para Campo Novo do Parecis, a 397 km da capital, quando perdeu o controle da moto próximo de um carro que estava abandonado no acostamento da rodovia.

Segundo uma testemunha, o construto Orlando dos Santos, que seguia logo atrás do motociclista, a vítima estava a cerca de 100 km/h quando o acidente ocorreu.

Motociclista sofreu apenas ferimentos leves e foi socorrido, segundo a PM (Foto: TCVA/Reprodução)

Motociclista sofreu apenas ferimentos leves e foi socorrido, segundo a PM (Foto: TCVA/Reprodução)

Orlando conta que a moto arrastou a vítima por cerca de 100 metros. O motorista parou no local e prestou os primeiros socorros ao motociclista.

“Acho que foi um desequilíbrio mesmo, falta de atenção”, disse.

Mesmo com tantos ferimentos pelo corpo, o acidente poderia ter sido pior, segundo a polícia, o que apenas não ocorreu porque a vítima estava de capacete.

De acordo com o sargento André Vieira, da Polícia Militar, que esteve no local para controlar o trânsito, é necessário que os motoristas redobrem a atenção ao trafegar em pistas pistas simples.

“Ele perdeu o controle da moto em um minuto de desatenção. Graças a Deus, sofreu apenas escoriações no corpo, mas poderia ter perdido a vida dele por causa da falta de atenção”, disse.


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*