Mudança no tempo leva chuva forte a áreas do país nesta terça-feira

Temporais se espalham por estados do Centro-Sul, região costeira do Nordeste e Amazonas; confira como ficam as condições em todas as regiões brasileiras

Sul

O tempo muda e a chuva passa a se espalhar em boa parte da região, em forma de pancadas com trovoadas e eventual granizo, após uma tarde quente. De acordo com a Somar Meteorologia, trata-se da combinação de cavados a médios e altos níveis da troposfera que recebem a umidade da Amazônia.

Nas áreas litorâneas, seguem os acumulados mais altos e com ventos moderados, ainda devido a  ventos úmidos do mar, vindos de uma região de alta pressão atmosférica no oceano. Destaque para
o litoral do Paraná e de Santa Catarina, onde a chuva vem a qualquer hora do dia entre períodos
nublados e pode ser mais volumosa. Além disso, nessa área a visibilidade também fica reduzida.

Somente numa pequena área da Campanha gaúcha o tempo continua firme.

Sudeste

Com mudanças no tempo, as chuvas voltam a se espalhar nos quatro estados da região no decorrer do dia. São áreas de instabilidade formadas a mais ou menos 5 km de altura a partir de uma área de alta pressão atmosférica no oceano, que segue fornecendo umidade para o Sudeste.

Atenção para o retorno da chuva forte com trovoadas, ventos de intensidade moderada a forte e eventual granizo, além de acumulados expressivos e potencial para transtornos pontuais no norte do estado de São Paulo e no Triângulo Mineiro.

Do Vale do Ribeira até o Vale do Paraíba e em todo o litoral da região, a chuva também pode vir com acumulados mais elevados e temperaturas mais amenas, incluindo a Grande São Paulo.

Uma pequena área do norte de Minas Gerais se mantém com tempo aberto, por causa do ar seco que predomina na Bahia.

Centro-Oeste

Requer atenção a chuva forte que volta a se espalhar por toda a região, com um corredor de umidade da Amazônia e que alimenta áreas de instabilidade em médios níveis da troposfera. Dessa maneira, volta a chover, inclusive, sobre Mato Grosso do Sul.

Há previsão de temporal também em todas as capitais do Centro-Oeste e no Distrito Federal. No sul de Goiás, estão previstos os maiores volumes acumulados.

Nordeste

As chuvas ficam mais concentradas nas áreas costeiras da região, por causa da umidade que vem do mar, mas perdem cada vez mais força em relação aos dias anteriores. Somente no litoral entre Natal e Recife é que pode haver chuva mais generalizada.

Em grande parte do interior do Nordeste, há tempo firme e apenas variação de nuvens, por causa de uma massa de ar mais seco. Isso, além de elevar as temperaturas da tarde, pode aumentar o risco para queimadas e baixa umidade relativa do ar.

Na Bahia, o tempo seco também garante friozinho aumentando nas primeiras horas do dia nas áreas da Chapada Diamantina.

Norte

Atenção para a chuva mais generalizada e com elevados acumulados no Amazonas. A capital, Manaus, pode ter transtornos como alagamentos, por causa do elevado acumulado previsto.

A Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) atua no litoral do Pará e organiza muita chuva entre
Belém e Macapá (AP). Por outro lado, instabilidades diminuem no sul do Tocantins e em parte dessa área o tempo já fica firme.

 

Por Canal Rural, com informações da Somar Meteorologia


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*