Mulher toma caldo de cana batizado, dorme e é estuprada pelo marido da prima no interior de Mato Grosso

Vítima acordou no meio da noite com o agressor fazendo sexo oral nela. O caso foi registrado em Porto Esperidião.

A Polícia Civil investiga o caso.

Uma mulher, de 25 anos, foi estuprada pelo marido de sua prima, após tomar um caldo de cana batizado, na madrugada de sábado (04), no Centro do município de Porto Esperidião (322 km da Capital). A vítima acordou com o acusado fazendo sexo oral nela.

A mulher disse ter tomado o caldo de cana oferecido pelo agressor e sentiu um gosto forte, em seguida entrou para sua casa e foi dormir.

Ela acordou no meio da noite com um homem fazendo sexo com ela.

A vítima tentou gritar, mas foi impedida pelo acusado que fugiu logo depois.

A mulher foi até a Delegacia de Polícia registrou uma denúncia e entregou a garrafa de caldo de cana.  O agressor está foragido.

A Polícia Judiciária Civil (PJC) investiga o caso.

Denuncie 

A Secretaria Nacional de Políticas oferta, desde 2005, a Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, no disque 180, para denúncias de violência contra mulher amparadas na Lei Maria da Penha.

É um serviço de utilidade pública, gratuito e confidencial (preserva o anonimato). O Ligue 180 tem como objetivo receber as queixas, orientar as vítimas, acionar a Segurança Pública e, se necessário, as encaminhar para outros serviços.

fonte: reportermt


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*