Nelson Barbudo pede ‘benção’ de Bolsonaro para candidatura ao Senado

O deputado federal aguarda uma agenda com o presidente, para discutir sobre o apoio dele em uma eventual candidatura ao Senado.

Nelson Barbudo afirma que lança candidatura, independe de apoio do presidente.

O deputado federal Nelson Barbudo (PSL) está articulando uma possível candidatura à eleição suplementar ao Senado, após a Justiça Eleitoral ter mantido a cassação da senadora Selma Arruda (Podemos). Para reforçar sua pretensão política, Barbudo espera que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) esteja em seu palanque, por isso, aguarda uma agenda com ele, na próxima semana, para debater o assunto.

“Qualquer partido quer ter um senador da República. Nós estamos aguardando, aliás, eu estou aguardando na próxima semana eu devo ir para Brasília encontrar com o presidente Bolsonaro. Eu só estou aguardando um ok da assessoria de lá, porque ele não está em Brasília, e eu estou dependendo de uma conversa com ele sobre o apoio que poderá dar para minha candidatura ao Senado”, disse ao .

Ele comentou que um outro possível candidato o procurou para discutir sobre a eleição, no entanto, o deputado disse que vai aguardar a decisão do presidente. Ele explicou que independente da decisão do presidente, pretende construir sua candidatura. 

“Minha candidatura não está condicionada totalmente. Eu gostaria muito, mas isso eu quero ouvir dele. Muitas vezes, ele não vai apoiar ninguém e isso não impede deu ser candidato”, reforçou.

O apoio do presidente, durante as eleições de 2018, impulsionou a candidatura de Barbudo e de outros postulantes do PSL, que concorriam à majoritária e proporcional.  

Direita

Além de Barbudo, há outros possíveis postulantes de direita, que querem o apoio do presidente. Estão no páreo: o ex-deputado Victório Galli (Patriota) e o deputado federal José Medeiros (Podemos). 

Em entrevista ao , Galli disse que existe a possibilidade de lançar um nome da direita, mas com outros dois suplentes. Caberia aos interessados pela vaga decidir quem será cabeça de cabeça e suplentes. 

fonte: ReporterMT


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*