Paciente que fez cirurgia para retirada de gaze esquecida por médico morre em MT

Bento Ferreira, de 57 anos, morreu no domingo (22) mais de um mês depois da cirurgia de correção. Erro foi cometido em abril durante procedimento para a implantação de bolsa de colostomia.

Bento Ferreira, de 57 anos, passou dois meses com gaze na barriga (Foto: Edson Ferreira/Arquivo Pessoal)

Bento Ferreira, de 57 anos, passou dois meses com gaze na barriga (Foto: Edson Ferreira/Arquivo Pessoal)

O trabalhador Bento Ferreira, de 57 anos, que foi internado em uma Unidade de Terapia Intensiva em Juína, a 737 km de Cuiabá, depois de passar mais de dois meses com gaze na barriga morreu no domingo (22). Bento fez uma cirurgia de emergência em junho para a retirada do material, esquecido por um médico.

A gaze foi descoberta depois que o corte da cirurgia se abriu. O erro médico foi cometido em abril durante um procedimento no Hospital Municipal.

G1 tentou, mas não conseguiu contato com a Prefeitura de Juína.

Bento passou por uma cirurgia de emergência no dia 25 de junho para a retirada do material. Logo depois foi internado na UTI. À época, a prefeitura afirmou que o paciente passava bem, mas não tinha previsão de alta.

De acordo com o filho de Bento, Edson Ferreira, em abril o pai passou por uma cirurgia após ser diagnosticado com câncer de próstata. Na ocasião, foi implantada uma bolsa de colostomia no paciente.

Em casa, após o procedimento, o Bento chegou a reclamar de dores. Em atendimento no Posto de Saúde da Família (PSF) do bairro onde mora, ele ouviu que as dores eram consequência da cirurgia.

Ainda sentindo-se mal, o corte da primeira cirurgia se abriu, revelando o gaze dentro da barriga.

Logo em seguida, o paciente passou por uma cirurgia de emergência para a retirada do material.

O corpo foi enterrado nesta segunda-feira (23), em Juína.


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*