Palmeiras volta a golear o Vitória e conquista o Brasileirão sub-20

Palmeiras conquistou seu primeiro Campeonato Brasileiro sub-20 nesta quinta-feira (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Depois da derrota para o Boca Juniors, o torcedor do Palmeiras encontrou motivos para se alegrar nesta noite de quinta-feira. Em pleno Allianz Parque, o Verdão sub-20 derrotou o Vitória por 5 a 2 e conquistou o Campeonato Brasileiro da categoria de base. Os gols da grande final foram anotados por Yan, Luan Cândido (três vezes, sendo uma delas de pênalti) e Papagaio, para os donos da casa, além de Edson Júnior e Caique Sílvio, também em penalidade máxima, em favor dos visitantes.

Com o resultado em campo, o Alviverde, que já havia goleado na partida de ida e estava com o desfalque de Gabriel Furtado e Wesley, garantiu seu primeiro Campeonato Brasileiro sub-20. O troféu, entretanto, foi o 18º vencido pela equipe de base na temporada – recorde do clube.

Tendo o nome gritado pela torcida no Allianz Parque no segundo tempo, o atacante Papagaio, artilheiro do Verdão na competição e já utilizado na equipe principal do Palmeiras, começou o jogo do banco de reservas, com o paraguaio Aníbal escalado em seu lugar. O fato dá a entender que Papagaio pode ser utilizado por Luiz Felipe Scolari na partida decisiva deste sábado do Alviverde, contra o Flamengo, pela Série A.

Foto oficial da equipe campeã (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Além da equipe no gramado, a torcida do Verdão sua parte. Esgotando a carga de ingressos disponíveis para a final, o público presente no estádio ficou na casa dos 23.766 e fez valer o mando de campo do clube paulista.

Agora, o Palmeiras tem clássico pela frente: os comandados de Wesley Carvalho irão enfrentar o São Paulo, campeão da Copa do Brasil sub-20, pela Supercopa do Brasil da categoria de base. O vencedor do troféu ficará com a vaga nacional para a edição de 2019 da Libertadores sub-20.

O jogo – A partida começou com clima de final: truncado e com muitas faltas apitadas pelo árbitro Salim Fende Chávez. Um dos principais destaque do Verdão em campo, o camisa 10 Vitinho não teve um bom início de decisão, errando passes e deixando de dominar bolas fáceis.

Aos de 10 minutos de etapa inicial, o confronto teve seu primeiro lance de perigo: o atacante do Leão, Caique Sílvio, recebeu bola na entrada da área e bateu colocado. A bola desviou na zaga palmeirense e quase encobriu Anderson, indo para fora.

Oito minutos depois, a barulhenta torcida palmeirense, que deixou o Allianz Parque com bom público, fez sua primeira reclamação ao juiz. Yan recebeu da lateral da área e arrancou em direção à meta de Lucas Willians, mas foi derrubado por João Pedro. Salim Fende Chávez ignorou os protestos e não assinalou a penalidade máxima.

Aos poucos, as boas chegadas do Alviverde foram ficando cada vez mais frequentes, e o time passou a pressionar o Vitória em busca do primeiro gol. Quem abriu o placar, no entanto, foram os visitantes: aos 22, Caique Sílvio bateu escanteio e encontrou Edson Júnior, que subiu no segundo andar para inaugurar o marcador.

Após o tento, o Vitória cresceu na partida e passou a criar mais, mas pecou ao deixar espaços na defesa e sofreu as consequências. Depois de impedir contra-ataque, o Verdão lançou Yan à frente. O camisa 11 costurou pela defesa rival e tocou para Aníbal, que fez belo pivô e encontrou o companheiro na infiltração. No passe de volta, Yan não desperdiçou e bateu rasteiro, vencendo Lucas Willians: 1 a 1.

videos.gazetaesportiva.com

O jogo só ganhou novas boas oportunidades de tento já na reta final do período inicial. Aos 41, Marco Antônio recebeu passe, se livrou de marcação e bateu firme, de fora da área, exigindo boa defesa de Anderson; praticamente no lance seguinte, após contra-ataque, Vitinho ajeitou de peito para Aníbal. O atacante paraguaio, sozinho e quase na pequena área, finalizou em cima de Lucas Willians, mas o bandeirinha anulou o lance por impedimento.

O movimentado primeiro tempo de partida foi encerrado em grande estilo. Quando os acréscimos da etapa já eram anunciados no Allianz Parque, Vitinho arrancou em direção a área e, já sem ângulo para a batida, foi derrubado por Matheus Souza. O juiz marcou pênalti. Na cobrança, Lucas Willians defendeu o chute de Luan Cândido, mas o camisa 6 do Palmeiras não perdeu o rebote e tocou para o fundo das redes, dando a liderança ao Verdão.

A etapa final de partida prometeu repetir o cenário da primeira. Logo no minuto inicial, Edson Júnior recebeu de cara para Anderson, mas foi travado. Na sobra, Edi Carlos foi derrubado de carrinho por Matheus Neris: pênalti. Na cobrança, Caique Sílvio não desperdiçou e deixou tudo igual.

Pouco depois, a torcida presente no Allianz Parque começou a cantar em um só som: “É, Papagaio!” O cântico não passou despercebido pelo técnico Wesley Carvalho, que realizou três substituições de uma vez, incluindo o jovem atacante no onze titular.

E, praticamente no lance seguinte à entrada do camisa 9, o Palmeiras voltou a assumir a dianteira do placar. Matheus Rocha fez ótima jogada pela direita e cruzou a bola para a área. Ela passou por Papagaio e encontrou a cabeça de Luan Cândido que, de peixinho, fez o 3 a 2.

Para a alegria dos 23.766 torcedores presentes na casa do Verdão, Papagaio fez o dele aos 23 do segundo tempo. Após jogada individual de Lucas Esteves, o camisa 9 recebeu livre na área e só teve o trabalho de tocar para o fundo das redes de Lucas Willians, decretando o título alviverde.

Também destaque da equipe alviverde, Luan Cândido coroou sua noite de gala já nos acréscimos do segundo tempo. O camisa 6 recebeu sem marcação e bateu cruzado, sem chances para o goleiro adversário: 5 a 2, hat-trick anotado e troféu para o Palmeiras.

FICHA TÉCNICA 
PALMEIRAS 5 x 2 VITÓRIA

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 25 de outubro de 2018, quinta-feira
Horário: 19h15 (horário de Brasília)
Árbitro: Salim Fende Chávez (SP)
Assistentes: William Trufelli Malaquias (SP) e Ederson Emanoel Turbiani (SP)
Público: 23.776 torcedores

Cartões amarelos: Gabriel Menino (PALMEIRAS); Marco Antônio e Rafael Santos (VITÓRIA)

GOLS:
PALMEIRAS: Yan, aos 27, Luan Cândido, aos 46 minutos do primeiro tempo e aos 16 e 47 do segundo tempo e Papagaio, aos 23 do segundo tempo.
VITÓRIA: Edson Júnior, aos 22 minutos do primeiro tempo e Caique Sílvio, aos dois minutos do segundo tempo.

PALMEIRAS: Anderson; Matheus Rocha, Vitão, Iago e Luan Cândido; Matheus Neris (Patrick de Lucca), Gabriel Menino (Marcus Meloni) e Alan (Patrick de Paula); Vitinho (Lucas Esteves), Yan (Aírton) e Aníbal (Papagaio)
Técnico: Wesley Carvalho

VITÓRIA: Lucas Willians; Edi Carlos, Matheus Souza, João Pedro e Marco Antônio (Eduardo Silva); Elivelton (Wellison), David da Hora (Valter Júnior), Bruno Henrique (Otávio Jorge) e Edson Júnior; Rafael Santos (Luan Gabriel) e Caique Sílvio (Matheus Alagoano)
Técnico: Laelson César

 

fonte: gazeta esportiva


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*