Polícia localiza armas na casa de irmão de agente penitenciário preso acusado de repassar celulares para reeducandos em Sinop

Policiais Civis apreenderam uma espingarda calibre 28, garrucha calibre 22, pistola de ar comprimido, além de dois celulares e carregadores na casa do irmão do agente prisional, de 41 anos, preso na segunda-feira, acusado de jogar uma embalagem com dois celulares, carregadores e fones de ouvido através de uma “boqueta” que dá aceso a cela 5 do raio Laranja do presídio Ferrugem.

Segundo os investigadores, todo o material pertence ao servidor, que foi transferido, ontem de manhã, para o presídio militar de Santo Antônio do Leverger.

Uma fonte de Só Notícias disse que os celulares estavam embalados e com número de celas, além de mencionar sobre um raio do Ferrugem. “Será investigado se o suspeito encaminharia os aparelhos para o presídio, bem como a origem das armas”.

De acordo com o delegado Flávio Souza Braga, o agente passou por audiência de custódia, ontem à tarde, e teve a prisão convertida em preventiva. A prisão ocorreu no momento em que seus colegas destrancavam as celas, e desconfiaram de sua atitude. Um dos agentes afirmou ter visto o momento em que ele teria jogado o pacote contendo telefones e assessórios para dentro da ala onde ficam as celas.

Conforme Só Notícias já informou, o suspeito (agente) vinha sendo monitorado há meses, e já possui procedimentos instaurados pelo mesmo tipo de crime ocorrido nas cadeias de Peixoto de Azevedo e Colíder.

Segundo o boletim de ocorrência registrado após a prisão, há um mês, um reeducando denunciou que o agente repassou uma sacola com diversos celulares para a cela 4 do raio Amarelo, fato constatado após revista na cela onde foram encontrados os aparelhos.

O agente foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil, onde foi encontrado em suas vestes, mais um pacote com celular, carregador e fone de ouvido, além de R$ 2 mil, uma munição calibre 22. Ele entrou em contradição ao explicar a origem do dinheiro.

fonte: sonoticias


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*