Polícia prende mulher por tentativa de latrocínio em joalheria

O crime aconteceu no dia 04 de maio, em uma joalheria no Calçadão da Ricardo Franco, no centro de Cuiabá.

Camila Nogueira Lima da Cruz, 23 anos, conhecida como “Cerejinha”, acusada de participar em uma tentativa de latrocínio (roubo seguido de morte), ocorrida em uma joalheria da Capital, teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Judiciária Civil, na tarde de quarta-feira (20), por meio do trabalho da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá.

Camila teve a ordem de prisão preventiva decretada, após ser identificada durante participação no assalto.

O crime aconteceu no dia 04 de maio, em uma joalheria no Calçadão da Ricardo Franco, no centro de Cuiabá. Na ocasião, um casal entrou no estabelecimento se passando por clientes e depois de simular interesse em alguns objetos, anunciaram o assalto.

Veja o vídeo do assalto

O proprietário da joalheria reagiu e foi atingido por dois disparos de arma de fogo, na cabeça e no peito. A vítima foi socorrida ficando vários dias hospitalizada. Logo após o roubo, uma guarnição da Polícia Militar, conseguiu efetuar a prisão do suspeito, Adriel Felipe Bezerra da Silva, o qual ainda estava com a arma usada no roubo.

Dando continuidade às investigações, os policiais da Derf-Cuiabá identificaram Camila como a mulher que estava junto com Adriel. Diante dos indícios de coautoria, a Polícia Civil representou pelo pedido de prisão preventiva da jovem, deferido pela Justiça.

Com a ordem judicial em mãos, os investigadores conseguiram localizar e prender Camila, na tarde de quarta-feira (20), no bairro Paiaguás, em Cuiabá. Conduzida a delegacia, a suspeita foi ouvida pelo delegado Eduardo Rizzoto, sobre as acusações e, em seguida, encaminhada para audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça.

fonte: reportermt


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*