Prefeita de Sinop manda cortar cafezinhos, gasolina e até ar-condicionado

A prefeita de Sinop (501km da Capital), Rosana Martinelli (PL), publicou o decreto 274/2019 que estabelece a limitação dos gastos do Poder Executivo.  Cortes foram feitos no volume de materiais como café, açúcar e ar-condicionado.  A medida foi adotada para não ultrapassar da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que mantém o equilíbrio das contas públicas. 

A Câmara quer cassar a prefeita por ter pago mais meio milhão de reais por um serviço não realizado. O relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que investigou obras não executadas no município de Sinop (500 km de Cuiabá), apresentado na última segunda-feira (14), pede a cassação da prefeita Rosana Martinelli (PL) por autorizar, segundo o documento, pagamentos irregulares à empresa Águia Engenharia. O repasse teria causado prejuízo no montante de R$ 571, 8 mil ao erário, segundo o documento.

fonte: reportermt


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*