Prefeitura faz licitação de R$ 12 milhões para instalar radares e diminuir acidentes em Sinop (MT)

Radares e câmeras de monitoramento devem ser instaladas em 41 pontos do município, próximos de escolas, hospitais e centros comerciais e habitacionais.

Município diz que radares visam diminuir o número de acidentes no trânsito de Sinop (MT) (Foto: Prefeitura de Sinop/Assessoria)

Município diz que radares visam diminuir o número de acidentes no trânsito de Sinop (MT) (Foto: Prefeitura de Sinop/Assessoria)

A Prefeitura de Sinop, a 503 km de Cuiabá, lançou licitação de R$ 12,1 milhões para a compra e instalação de radares em 41 pontos considerados mais críticos no trânsito daquele município, a fim de diminuir o número de acidentes.

De acordo com a prefeitura, o aumento de 23% na frota de veículos em apenas cinco anos e a imprudência dos motoristas – que por diversas vezes trafegam com excesso de velocidade pelas ruas e avenidas – têm aumentado a sensação de insegurança no trânsito e o número de acidentes na cidade.

A licitação, na modalidade pregão presencial, tem abertura de envelopes com as propostas das empresas interessadas agendada para o dia 3 de agosto, às 11h [horário de Brasília]. O edital pode ser conferido no site do município.

Segundo consta no edital, serão implatados radares fixos de monitoramento de controle de velocidade (48 faixas), restrição veicular e quantidade de eixos (4 faixas), avanço semafórico, parada sobre a faixa de pedestre e controle de velocidade (12 faixas) e radares móveis.

O custo mensal para manutenção dos radares – assim como do sistema operacional e da central de controle – será de R$ 5,3 milhões, segundo planilha anexada ao edital de licitação.

Aumento da frota de veículos em Sinop entre 2011 e 2015
Número de veículos em circulação aumentou 23% em cinco anos, segundo o município

Justificativa

O município alega possuir locais críticos de tráfego, principalmente em pontos de grande demanda de veículos e fluxo de pedestres – como escolas, hospitais e centros comerciais e habitacionais – onde os motoristas abusam do excesso de velocidade e desrespeitam o semáforo.

O número de acidentes envolvendo veículso de carga também é citado pelo Executivo na justificativa para implantação do sistema de monitoramento das vias da cidade.

“As principais causas dos acidentes são o excesso de velocidade, a imprudência e a direção perigosa ou inábil”, diz trecho do edital.

Tolerância

Conforme o município, em atenção à preocupação da população quanto à ocorrência de assaltos e outros crimes praticados contra os condutores, principalmente à noite, será dado um período de tolerância aos usuários em locais críticos, entre as 22h e às 6h, período em que não serão registradas autuações de avanço semafórico ou parada sobre a faixa.

“Com esta tolerância, procura-se estimular um comportamento mais adequado do que o praticado neste período por muitos motoristas, que desrespeitam a luz vermelha sem sequer reduzir ou reduzindo pouco a velocidade”, diz trecho do edital.

Vias monitoradas

Os equipamentos fixos deverão ser instalados nas avenidas André Maggi, Alexandre Ferronato, dos Tarumãs, das Itaúbas, das Palmeiras, Joaquim Socreppa, Principal, Jardim Roma, Dom Henrique Froehlich, das Figueiras, dos Ingás e dos Flamboyants. Eles também serão implantados nas ruas das Caviúnas, das Orquídeas e das Avencas.

Os equipamentos do tipo barreira eletrônica, por sua vez, serão implantados nas Avenidas André Maggi e Tarumãs. Já os equipamentos para registro de avanço semafórico deverão ser distribuídos pela Avenida Governador Júlio Campos.

Conforme o município, as câmeras de monitoramento serão instaladas na praça Plínio Calegaro e nas avenidas Alexandre Ferronato, das Itaúbas, Dom Henrique Froehlich, dos Ingás, das Figueiras, das Embaúbas, dos Tarumãs, das Palmeiras, dos Pinheiros, Joaquim Socreppa, dos Jatobás e Foz do Iguaçú.

A central que operará todo o sistema está prevista para ser implantada na Avenida dos Jacarandás, no Bairro Parque das Araras.


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*