Reformado, avião de Silval começa a operar pela Sesp e Taques inaugura hangar

 

Reformado, avião de Silval começa a operar pela Sesp e Taques inaugura hangar

O governador Pedro Taques (PSDB) afirmou, na manhã desta quarta-feira (20), que o avião bimotor do ex-governador Silval Barbosa já está sendo utilizado pela Secretaria de Segurança Pública do Estado. A declaração foi dada durante a inauguração do novo hangar do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer). A aeronave faz parte do acordo firmado entre Silval e o Ministério Público, como forma de restituir o erário dos valores que ele desviou do Estado enquanto era governador.

“Nós temos a apreensão do avião utilizado pelo ex-governador e condenado pela prática de crimes, Silval Barbosa, que a Dra. Selma destinou para o Estado. Esse avião foi reformado e agora vai ser utilizado em prol do povo. Além disso, nós estamos recuperando muitos recursos que vão ser utilizados em prol do cidadão. Por exemplo, o Cridrac lá na Cidade da Saúde, uma escola lá em Barão de Melgaço. Recuperando dinheiro de corruptos, porque a parte do corpo do corrupto que mais dói é o bolso”, disse Pedro Taques.

O bimotor modelo Seneca III BEM 810D passou por testes realizados em solo e apresentou, inicialmente, condições de atender as forças de segurança de Mato Grosso, com transporte de autoridades e até mesmo de presos.

O avião do ex-governador Silval Barbosa, que ficou preso por quase dois anos, conta com seis lugares. “É um modelo de aeronave igual ao já usado pelo Cioapaer. Isso significa que não vai haver necessidade de treinamento. Sendo liberada pela Justiça, vistoria técnica e Anac já vai poder ser usada pelo Estado de Mato Grosso”, explicou o comandante de aeronave Fabio Nalin.

Novo hangar

Durante o evento de inauguração do novo hangar do Ciopaer, Taques destacou que vem trabalhando em prol da recuperação do espaço desde a época em que ainda era procurador da República.

Com espaço maior que o anterior, o novo local de 4 mil metros quadrados terá estacionamento, depósito para armazenamento de materiais e área para treinamento das equipes operacionais. O Governo de Mato Grosso não terá custo com aluguel, pois foi firmado um Termo de Cooperação com a Infraero, que disponibilizou o espaço para o Ciopaer. Para a reforma do hangar foram investidos cerca de R$ 70 mil, além de recursos de parcerias público-privadas.

“É interessante que aquela base antiga do Ciopaer nós começamos a consegui-la em dezembro de 2002, na operação Arca de Noe, porque ali era o hangar do condenado e hoje já em liberdade João Acanjo Ribeiro. Eu, como procurador da República, consegui um convenio com o Estado e passou aquela base para o Ciopaer. E de 2002 até aqui não houve outra evolução. O que mostra que a Segurança Pública teve e tem avanços na nossa gestão”.

fonte: olhar direto


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*