Segunda onda de covid pode impedir volta às aulas em Mato Grosso

COMPORTAMENTO DA PANDEMIA

Secretário Alan Porto afirma que somente após as autoridades sanitárias derem aval é que a Seduc vai tomar uma decisão definitiva

Secretário concedeu entrevista ao RepórterMT na última sexta

Secretário concedeu entrevista na última sexta

A volta às aulas presenciais está prevista para acontecer em fevereiro de 2021, mas isso pode não acontecer, pois depende do comportamento da pandemia de covid-19 em Mato Grosso. No momento, as escolas estaduais estão se preparando para a retomada, comprando álcool em gel, criando marcas para garantir o distanciamento social, dentre outras ações.

Porém, Alan Porto, novo secretário estadual de Educação, garante que vai ouvir as autoridades sanitárias. “Quando as autoridades sanitárias falarem: ‘está ok, o nível de contágio está estabilizado, está em queda’, aí é o momento de a gente tomar uma decisão”, disse Porto ao , na última sexta-feira (6).

Ainda segundo o gestor, a Seduc tem conversado diariamente com a Secretaria Estadual de Saúde (SES) para avaliar o comportamento da pandemia, analisando os casos de forma detalhada.

“Pode acontecer, lá em fevereiro, de as autoridades de Saúde verem uma segunda onda da covid e falar: ‘Olha, não é o momento de retomar as aulas’, mas a Seduc, a nossa rede, está preparada para ter aulas no sistema hibrido, com aulas presenciais e não presenciais”, garante.

De acordo com o secretário, as aulas não presenciais deste ano seguem até o dia 18 de dezembro, quando os alunos vão encerrar o 3º bimestre. Ainda faltarão mais de 200 horas-aulas que serão incorporadas no ano letivo de 2021.

fonte: reportermt


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*