STJ nega terceiro pedido de soltura e mantém Deputado Mauro Savi na cadeia

 

O deputado Mauro Savi está preso por ser acusado de chefiar esquema de propina e desvio de dinheiro público.

O ministro Humberto Martins, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou novo pedido de liberdade apresentado pela defesa do deputado Mauro Savi (DEM), preso no Centro de Custódia de Cuiabá, acusado de chefiar esquema que teria desviado cerca de R$ 30 milhões dos cofres do Departamento de Trânsito do Estado de Mato Grosso (Detran).

A decisão, em caráter liminar (provisório), ocorreu na terça-feira (31). A defesa já protocolou um pedido de reconsideração da decisão.

Essa é a terceira vez que o STJ nega pedido de soltura de Savi, que apesar de preso quer disputar a reeleição.

Savi foi preso na deflagração da segunda fase da Operação Bereré, chamada de Bônus. De acordo com o Ministério Público Estadual (MPE), o deputado chefiou um esquema de pagamento de propina em um contrato entre o Detran-MT e a empresa EIG Mercados (antiga FDL).

fonte: reportermt


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*