TERRORISMO ELEITORAL: Vídeo acusa Taques de não cumprir promessas e lembra primo preso

Mensagem apócrifa mostra programa eleitoral de governador, em que ele garantia que iria concluir obras inacabadas no Estado

taques-mentira.jpg

O período de campanha eleitoral ‘oficial’ ainda não começou, mas o ‘terrorismo eleitoral’ já deu as caras às vésperas das convenções, que definirão os candidatos no pleito deste ano, que será realizado no dia 7 de outubro.

No início da noite desta quarta-feira, vídeos apócrifos encaminhados a milhares de celulares pelo aplicativo Whatsapp detonam o governador Pedro Taques (PSDB). A mensagem é enviada por um número com prefixo “82”, do Estado do Alagoas.

Nele, aparecem imagens do atual governador Pedro Taques (PSDB), virtual candidato à reeleição, em vídeos relativos a seu programa eleitoral na campanha de 2014, quando foi eleito para o cargo. O vídeo, intitulado de “Mentiras de Pedro Taques ´Mentira #1”, começa com um discurso de Taques falando que irá terminar todas as obras inacabadas e paralisadas.

Na sequência, entram uma série de matérias de sites e jornais relatando que várias delas continuam da mesma maneira, como o VLT e os COTs do Pari e da UFMT. Como fundo, duas músicas foram escolhidas. Uma delas diz no refrão “mentiroso, não acredite no que esse cara fala, esse cara é mala (2x)”.

O vídeo termina com uma montagem de fotos em que Pedro Taques aparece ao lado de seu primo, Paulo Taques, preso recentemente após a deflagração da Operação Bereré, acusado de ser um dos principais beneficiários de um esquema de corrupção no Detran de Mato Grosso.

 

video-82.jpg
fonte: folhamax


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*