VAR volta a aparecer e Dinamarca fica no empate contra a Austrália

Com o resultado, a Dinamarca chega aos quatro pontos e lidera o grupo momentaneamente, enquanto França e Peru ainda não entram em campo na tarde desta quinta. Já a Austrália soma seu primeiro ponto no mundial e permanece com chances de classificação para a próxima fase do torneio.

Na última rodada, os dinamarqueses fazem um duelo de seleções europeias diante da França, às 11h (de Brasília) na próxima terça-feira. Já a Austrália decide a sua classificação ou não contra o Peru, no mesmo horário.

Golaço dinamarquês e VAR australiano

Com uma técnica bem mais apurada que o adversário, não demorou muito para que a Seleção da Dinamarca tomasse conta do meio de campo e a iniciativa da partida. E logo na primeira jogada melhor trabalhada pela linha ofensiva dinamarquesa, o meia Eriksen recebeu uma bela assistência de Jorgensen e finalizou bonito da entrada da área para abrir o placar logo aos seis minutos de jogo.

Mesmo com a vantagem no marcador, a seleção europeia não alterou na sua estratégia de jogo, mantendo uma maior posse de bola a Dinamarca tentava furar o bloqueio do adversário através das trocas de passes. Já a Austrália buscava acelerar as suas jogadas quando conseguia a posse de bola e tentava incomodar principalmente nos contra-ataques.

No entanto, nos minutos finais da primeira etapa, a seleção amarela começou a ficar mais com a bola e tentou chegar ao empate com um jogo mais ofensivo. A partir dessa mudança, a Austrália conseguiu chegar com perigo a partir de bolas paradas. Dessa forma, num escanteio aos 35 minutos, Leckie subiu mais que todo mundo e a cabeceou a bola firme. A cabeçada acabou batendo no braço do defensor dinamarquês e ficando fácil para a defesa do goleiro.

Como o desvio aconteceu no braço do defensor e o juíz de campo não percebeu, o VAR entrou em ação e informou sobre a irregularidade para o árbitro Antonio Mateu. Após assistir ao lance na parte lateral do campo, o juíz espanhol assinalou a penalidade. Na cobrança, Jedinak chutou no canto direito, enquanto Schmeichel pulou para a esquerda, resultando no empate australiano.

Com a igualdade novamente no placar, os europeus voltaram a buscar uma maior posse de bola. Na melhor chance conseguida nos minutos finais, Eriksen cobrou uma falta rasteira e o defensor australiano cortou mal, exigindo uma defesa importante de seu goleiro para não marcar contra.

Segundo tempo de muita entrega e pouca qualidade

Na segunda etapa, o jogo ficou mais aberto, porém com um prognóstico semelhante ao da primeira etapa. Enquanto a Dinamarca tentava realizar as jogadas mais trabalhadas para criar as suas chances, a Austrália acelerava muito as suas jogadas ofensivas e encontrava dificuldades para chegar com perigo ao gol adversário.

A medida que o tempo ia passando, o jogo começava a ficar mais interessante. Precisando do resultado para seguir com chances reais de classificação para a próxima fase, a Austrália foi para o ataque em busca do seu gol, ao mesmo tempo, a Dinamarca começava a perceber os espaços deixados na defesa adversária para puxar alguns contra-ataques perigosos.

Numa das melhores chances do segundo tempo, Arzani fez um belíssimo corte na linha de fundo e entrou na área pelo lado direito. O seu cruzamento passou por toda a área, inclusive pelo goleiro Schmeichel, sem nenhum desviou que pudesse empurrá-la para o gol.

FICHA TÉCNICA
DINAMARCA 1 x 1 AUSTRÁLIA

Local: Arena Samara, em Samara (Rússia)
Data: 21 de junho de 2018, quinta-feira
Horário: 09h00 (horário de Brasília)
Árbitro: Antonio Mateu (Espanha)
Assistentes: Pau Cebrian  (Uruguai) e Roberto Diaz(Uruguai)
Cartões amarelos: Yurary Poulsen e Sisto (DINAMARCA)
Gols: (DINAMARCA) Eriksen, aos 6 minutos do 1º tempo (AUSTRÁLIA) Jedinak, aos 36 minutos do 1º tempo

DINAMARCA: Schmeichel; Dalsgaard, Kjaer, Christensen e Stryger; Delaney, Schöne, Eriksen; Jorgensen (Cornelius), Yurary Poulsen (Braithwaite) e Sisto
Técnico: Åge Hareide

AUSTRÁLIA: Ryan; Risdon, Sainsbury, Milligan e Behich; Mody, Jedinak, Rogic(Irvine), Leckie, Kruse(Arzani); Nabbout (Juric)
Técnico: Bert van Marwijk

fonte: agencia brasil


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*