Vazio sanitário para a soja vai terminar; veja quando seu estado pode plantar!

O Paraná é o primeiro estado a iniciar o plantio da soja no país e Goiás autorizou antecipação do fim do vazio sanitário para estudar mudança definitiva. Confira a tabela!

Por Daniel Popov, de São Paulo

O vazio sanitário da soja, que é o período onde não é permitido ter qualquer planta viva na área, começará a terminar no país a partir do dia 10 de setembro. O Paraná é o único estado autorizado a plantar nesta data. Mas, no dia 15 de setembro, outros cinco estados estarão aptos a iniciar a semeadura. Nesta safra há, inclusive, um estado que antecipará o fim do vazio para fazer estudos. Confira na tabela abaixo!

O vazio sanitário é o período de, no mínimo, 60 dias em que não se pode semear ou manter plantas vivas de soja no campo. A medida objetiva reduzir a sobrevivência do fungo causador da ferrugem-asiática durante a entressafra e assim, atrasar a ocorrência da doença na safra.

No Brasil, 13 estados e o Distrito Federal adotam o vazio sanitário, estabelecido por meio de normativas estaduais. O Rio Grande do Sul ainda estuda se irá adotar a estratégia. Essa medida é uma das principais estratégias para o manejo do fungo Phakopsora pachyrhizi, causador da ferrugem-asiática da soja, a mais severa doença que atinge a cultura, afirma Embrapa.

Calendário

O primeiro estado a ser autorizado a plantar a soja é o Paraná, a partir do dia 10 de setembro. Na sequência, após o dia 15 de setembro, serão autorizados, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Santa Catarina, Rondônia, Minas Gerais e Pará. Além é claro, do Paraguai.

A novidade deste ano é a manutenção da antecipação do fim do vazio sanitário em Goiás. O estado havia realizado a mudança em 2019, passando a autorização do plantio do dia 1º de outubro, para 25 de setembro. Entretanto, o clima adverso não permitiu que os produtores antecipassem e o estado resolveu manter a medida para este ano.

“As entidades do setor fizeram esse pedido para antecipação já no ano passado, mas em um ano não foi possível verificar a viabilidade para uma alteração definitiva. Então foi pedido para manter essa antecipação em 2020. Essa é uma medida pontual”, diz a gerente de sanidade vegetal da Agrodefesa de Goiás, Daniela Rézio.

Segundo ela, em 2019 foi pedido junto a Embrapa uma reavaliação dessa época de vazio sanitário, visando justamente equiparar as datas com os vizinhos Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que podem plantar a partir do dia 15 de setembro.

“Só que a Embrapa nos respondeu que a mudança não é viável do ponto de vista da pesquisa e mantiveram sua recomendação para o plantio da soja a partir do dia 1º de outubro. Tentamos pedir junto ao Ministério essa reavaliação, mas ainda não tivemos resposta. Por isso a antecipação que autorizamos é em caráter experimental, para estudos de viabilidade”, afirma Daniela.

fonte: canalrural


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*