Veja a importância de participar de consulta sobre uso do glifosato

RETA FINAL

Veja a importância de participar de consulta sobre uso do glifosato

Apesar de estudos apresentados pela Anvisa atestarem que o herbicida não faz mal ao meio ambiente e à saúde humana, sua utilização está em reavaliação5 de julho de 2019 às 20:31 
Por Pablo Valler, de Londrina (PR)Compartilhe:TwitterFacebookGoogle PlusLinkedInE-mail

glifosato
Foto: Ministério da Agricultura

O risco do glifosato ser proibido no Brasil ainda existe, mesmo depois da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ter publicado estudos atestando que o herbicida não faz mal ao meio ambiente e não é cancerígeno. A reavaliação do produto está em fase de consulta pública.

No site do órgão, estão disponíveis 400 páginas com centenas de pesquisas. Lá, o produtor pode enviar dúvidas e sugerir novas avaliações. Até o momento, foram enviadas mais de 3.500 participações.

“A consulta pública é importante para que a sociedade aporte novos dados e faça outras interpretações, podendo discordar da Anvisa. Recebemos pareceres diferentes e podemos acatá-los ou não”, conta Daniel Coradi, coordenador de reavaliação da Gerência de Toxicologia da Anvisa.

Convicto que o produto não prejudica o meio ambiente ou a saúde humana e faz muita diferença para a produtividade das lavouras, o produtor Rodrigo Tramontina, de Bela Vista do Paraíso (PR), defende que o setor precisa participar. “Cada vez mais, os agricultores devem se associar e se informar sobre a parte política e comercial, tanto do glifosato como de outras moléculas. Se ele deixar de existir, pagaremos um preço muito alto no futuro próximo”, afirma.

O prazo para o envio de manifestações vai até a segunda-feira, dia 8. Você pode acessar a consulta clicando aqui.


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*