Vereadores votam relatório de CPI e cassação de prefeita de Juara (MT) na quinta-feira (5)

Caso 2/3 dos vereadores, ou seja, 6 parlamentares, forem favoráveis ao relatório da CPI, a prefeita terá o mandato cassado. Ela é acusada de fraudar licitações.

Luciane Bezerra (PSB), prefeita de Juara (Foto: Flávio Garcia/ALMT)

Luciane Bezerra (PSB), prefeita de Juara (Foto: Flávio Garcia/ALMT)

Os vereadores de Juara, a 690 km de Cuiabá, devem ser reunir em sessão extraordinária na próxima quinta-feira (5) para votar o relatório da Comissão de Parlamentar de Inquérito (CPI), que investiga a prefeitura Luciane Bezerra (PSB).

A CPI foi aberta em novembro do passado para investigar a suspeita de fraude na contratação de uma empresa de publicidade sem licitação.

A empresa havia sido contratada pela prefeitura por R$ 240 mil para divulgar as ações do poder público. À época, Luciane nega as acusações ao G1 e afirmou que apresentaria defesa no decorrer do processo.

Segundo a Câmara de Juara, a CPI produziu 19 volumes de documentos com cerca de 7 mil páginas. O relatório final deve ser votado em sessão às 14h [horário de Maro Grosso].

Sessaão deve ser realizada na Câmara de Juara (Foto: Câmara de Juara/Divulgação)

Sessão deve ser realizada na Câmara de Juara (Foto: Câmara de Juara/Divulgação)

Cada vereador deve votar o relatório e se justificar. Na ocasião, a prefeira ou representante dela pode se defender das acusações.

Caso 2/3 dos vereadores, ou seja, 6 parlamentares, forem favoráveis ao relatório da CPI, a prefeita terá o mandato cassado.

Luciane estava afastada do cargo, mas retornou ao cargo depois de quatro meses de afastamento.

Na terça-feira (26), o desembargador Rui Ramos Ribeiro, presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), suspendeu a decisão que havia determinado o afastamento dela.


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*