BLOQUEIO NAS RODOVIAS: Fávaro detona manifestação de caminhoneiros: “É descabida e gera pobreza”

Desde 7 de setembro, caminhoneiros fazem bloqueio nas rodovias federais de vários estados, inclusive Mato Grosso

Daffiny Delgado

image

O senador Carlos Fávaro (PSD-MT)

O senador Carlos Fávaro (PSD) criticou a manifestação dos caminhoneiros que, iniciada em razão dos atos de 7 de setembro, ainda bloqueiam a passagem de veículos de carga nas rodovias do país. Na visão do senador, o ato pode gerar um desabastecimento nas cidades, contribuindo com a pobreza da população.

“É descabida, desproporcional. Só vai fazer mal à população. O desabastecimento gera mais alta de preço, mais pobreza. Não é o momento de fazer isso. Manter alguns pontos de paralisação é dificultar a chegada de alimentos e de combustíveis, o que pode dificultar ainda mais a vida dos brasileiros nesse momento”, criticou Fávaro nesta quinta-feira (9).

De acordo com a concessionária Rota do Oeste, que administra a BR-163 em Mato Grosso, haviam sete pontos de manifestação na manhã de hoje. Já por volta das 11h, apenas quatro pontos ainda permaneciam bloqueados, na altura das cidades de Sinop, Sorriso, Lucas do Rio Verde e Cuiabá.

“O presidente deu a sinalização ontem a noite, através das redes sociais, e espero bom senso de todos. Todos podem ser prejudicados. Se a vontade dos manifestantes era mostrar apoio ao presidente da República, já fez, pronto, está bom, já mostrou. Mas parem. Está na hora de de pensarmos mais no Brasil e nas pessoas que estão passando dificuldade”, acrescentou o senador.

Segundo os manifestantes, apenas veículos com cargas não perecíveis estavam sendo paralisados. Entretanto, já foram registradas denúncias de violência nas manifestações, com pelo menos dois caminhões apedrejados por não aderirem ao movimento.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Justiça Federal em Mato Grosso já deferiu uma liminar determinando o fim das manifestações. A decisão é no sentido de que a PRF deve atuar para desobstruir as vias.

Fonte: ReporterMT


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*