Boi gordo: quem tem gado para vender terá preços positivos neste ano, diz Scot

Segundo analista de mercado, o preço da arroba do boi será favorecido pelo cenário aquecido nas exportações de carne bovina

Por Canal Rural

Apesar do mercado de boi gordo viver um cenário de queda, a projeção é de preços mais altos para a arroba do animal a partir do segundo semestre. Segundo Hyberville Neto, analista de mercado da Scot Consultoria, o dólar em alta mantém o cenário favorável para as exportações de carne bovina, que por sua vez refletem nos valores da arroba.

“O câmbio é fundamental para a precificação do boi gordo. Ele define o quanto a nossa carne está atrativa no exterior. Apesar da desvalorização, as vendas externas podem ter bons volumes e o preço do animal vai se manter elevado. Acreditamos em mais um ano positivo para quem tem gado para vender”, afirma Neto.

De acordo com o analista, as exportações de carne bovina devem crescer até 5% neste ano. Ele diz que esse percentual pode ser ainda maior ao considerar os efeitos de uma possível volta de peste suína africana no rebanho da China.

Ainda segundo o analista, a queda no preço nesse momento é explicada pela alta na oferta de animais, cenário que deve se estender por mais algumas semanas.

“Em maio junho já temos uma lacuna entre a disponibilidade maior de gado de pasto e a chegada de um volume maior de confinamento, que normalmente ocorre no segundo semestre”, ressalta o analista.


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*