‘Brasil desperdiça 31% dos alimentos’, alerta especialista

CONFERÊNCIA DO CLIMA

Sócia da Think Brasil, Silvia Fagnani, comenta os preparativos do setor produtivo para a COP26; meta é reduzir desperdício em 50% até 2030

Por Canal Rural

O desperdício de alimentos será um dos principais focos de discussão na próxima Conferência do Clima (COP26). Quem comenta o assunto é a sócia da Think Brasil, Silvia Fagnani:

“A FAO, que é a organização da ONU responsável por agricultura e alimentação, estima que um terço dos alimentos no mundo acabam no lixo. No Brasil, isso não é diferente: 14% dos alimentos são perdidos antes de chegar no mercado”, diz a especialista.

“Estamos falando de problemas de infraestrutura, produção e transporte, e depois, na hora que chega nas residências e no varejo, são mais 17%. Então a gente tem muitos avanços para buscar”, acrescenta Fagnani.

Ela conta que frutas, verduras e hortaliças são mais suscetíveis ao desperdício porque são mais perecíveis. “O Ministério da Agricultura está trabalhando em diversas ações para estender o tempo de prateleira desses produtos para que haja menos desperdício”, conta Fagnani, explicando que o Mapa criou um grupo especial para tratar das questões relativas ao desperdício na COP26.

“Outro projeto é empregar tecnologia para prolongar a vida útil desses alimentos. Tudo isso está sendo tratado no Mapa pra cumprir as metas da COP”, afirma a especialista. “A meta da conferência é estabelecer uma redução de 50% no desperdício até 2030”, explica, indicando que o Brasil faz parte de uma coalizão para atingir esse objetivo.

“Somos conhecidos como o celeiro do mundo, mas nunca entra, nessa conta, a questão do desperdício”, conclui Fagnani.


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*