Homem obriga filha beber cerveja e tenta estuprar durante viagem

INIMIGO ÍNTIMO

A menina só conseguiu escapar dos abusos depois de simular um desmaio, conseguir abrir a porta do motel e gritar por socorro.

Uma menor de 17 anos foi vítima de uma tentativa de estupro cometido pelo próprio pai, no município de Mirassol D’Oeste (300 km de Cuiabá), na madrugada deste domingo (24). O agressor, que é tornozelado, a embriagou durante uma viagem e tentou estupra-la dentro de um motel.De acordo com o boletim de ocorrência, a menina relatou que o pai, ela e seu irmão, estavam na casa da mãe, em Porto Esperidião (326 km de Cuiabá). O pai, então, decidiu levar os filhos para ver os avós, em Araputanga (345 km de Cuiabá). Porém, ao chegar no município, deixou apenas o filho e seguiu viagem para Mirassol D’Oeste com a filha. Durante o trajeto, o homem comprou algumas bebidas alcoólicas e obrigou a menina a tomar. Chegando na cidade, ele foi até um motel e disse que era para comprar cervejas, mas quando entrou no estacionamento, a menina tentou abrir a porta e foi surpreendida com um golpe “mata-leão” e foi avisada para não correr. Como estava zonza devido às bebidas alcoólicas que tomou, a menina caiu e foi pega no colo pelo agressor, que a levou para dentro do quarto e a jogou na cama. Com uma das mãos, o homem tapou a boca da menor, mandou ela não gritar e disse que ela só sairia do motel se praticasse relações sexuais com ele. Ao perceber que não ia conseguir sair daquela situação, a menina sumiu um desmaio, e em um momento de distração do agressor, ela conseguiu abrir a porta e gritou por socorro, momento que foi ouvida por uma funcionária. A trabalhadora foi ver o que havia acontecido e o homem respondeu que era membro do Comando Vermelho. O agressor ainda disse que se ela “abrisse a boca”, faria mal para ela e aos seus entes queridos. Após isso, ele fugiu. A Polícia Militar foi até o local e entregou a menor para o Conselho Tutelar, que deu todo o apoio necessário. O agressor era tornozelado e morava atualmente no bairro Jardim Vitória, em Cuiabá. Ele fugiu levando os documentos da menor e seu celular. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Fonte: ReporterMT


Comentários

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*